ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Madeira e Cabo Verde assinam cooperação na área da saúde 26 Novembro 2017

A Madeira e Cabo Verde acabam de assinar, na cidade da Praia, um protocolo de cooperação na área da saúde com vista à partilha de informações e formação nomeadamente em urgência pré-hospitalar e controlo das doenças provocadas por mosquitos.

Madeira e Cabo Verde assinam cooperação na área da saúde

O protocolo foi assinado,nesta sexta-feira,24, entre o Instituto de Administração da Saúde da Madeira e o Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde na presença do ministro da Saúde cabo-verdiano, Arlindo do Rosário, e do secretário Regional da Saúde e da Proteção Civil da Madeira, Pedro Ramos, que cumpre uma visita de três dias a Cabo Verde.

"Vamos começar um percurso de cooperação nas áreas de formação, da investigação e do sistema de urgência pré-hospitalar no sentido de trazermos a experiência que a Madeira tem", disse Pedro Ramos citado pela Lusa.

As primeiras medidas contempladas pelo protocolo iniciam-se já durante a visita do secretário Regional da Saúde à Cabo Verde com a realização, na sexta-feira, de uma palestra sobre o "Sistema de Saúde da RAM e o controlo vetorial", a cargo do presidente do IASaúde da Região Autónoma de Madeira, Herberto Jesus.

Conforme a mesma fonte, Madeira e Cabo Verde têm em comum a prevalência de doenças transmitidas por mosquitos, como o dengue, uma área onde, sublinhou Pedro Ramos, poderá haver "uma grande partilha de conhecimentos".

"Quando passamos por essa situação, em 2012, as experiências de outros países tiveram que ser adaptadas para a Madeira. Este protocolo vai permitir mais um conhecimento" nessa área, disse.

"O protocolo implica partilha de experiência, formação e investigação conjunta", sublinhou a mesma fonte.

Na segunda-feira, inicia-se uma formação na área da proteção civil ministrada por técnicos da Madeira.

Pedro Ramos adiantou que no futuro serão agendadas outras formações nas áreas da saúde e proteção civil.

O ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, sublinhou as semelhanças geográficas e em matéria de saúde entre os dois arquipélagos, considerando que a cooperação "perspetiva cenários interessantes" de desenvolvimento.

"Este protocolo será um primeiro passo para um projeto mais abrangente, mais alargado de colaboração em domínios como a telemedicina, o sistema de informação sanitária ou da regulação em saúde", disse o ministro.

Arlindo do Rosário destacou também a importância do protocolo para a execução em Cabo Verde, nos próximos anos, de um programa de emergência pré-hospitalar, refere a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau