SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

A partir de 2017 Cabo Verde não poderá usar sacos plásticos 26 Fevereiro 2015

Fabricar, importar e comercializar sacos de plástico vai ser proibido em Cabo Verde a partir de 1 de Janeiro de 2017, anunciou esta quarta-feira, 25, o ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Antero Veiga. Nessa altura, o Governo também pretende executar o plano estratégico de gestão dos resíduos sólidos financiado em 1,5 milhões de euros pela Fundação Portuguesa de Carbono (FPC).

A partir de 2017 Cabo Verde não poderá usar sacos plásticos

"Vamos incentivar o artesanato local e introduzir embalagens biodegradáveis, para que as flores das nossas acácias deixem de ser os sacos de plástico que proliferam no ambiente em Cabo Verde", disse Veiga, assegurando que o Governo prevê ainda aprovar um regime geral sobre a produção de resíduos, apoiado por uma lei de licenciamento, concessão e gestão do lixo.

"Será uma espécie de lei-quadro dos resíduos que tanta falta tem feito", explicou a tutela do Ambiente, que salienta que até ao próximo mês de Junho os 22 municípios do país vão ter reforço dos equipamentos de recolha e transporte de resíduos.

Antero Veiga lembrou que Cabo Verde acedeu à categoria de País de Rendimento Médio (em 2008) e possui uma população essencialmente urbana. Isso porque cerca de 66% dos mais de 520 mil habitantes vivem nas cidades e produzem mais de 220 toneladas de lixo diárias.

Segundo o governante, só na ilha de Santiago, onde reside 56% do total da população cabo-verdiana, entram nas redes de esgotos 2.400 metros cúbicos de águas residuais, que são tratadas "satisfatoriamente" antes de serem lançadas no mar.

Mas Antero Veiga defende que o tratamento de resíduos deveria ser barato. “Perdermos milhares de contos em recursos financeiros nos resíduos que deitamos fora, contrariando todas as recomendações técnicas. Devemos reduzir, reciclar e reutilizar o máximo de recursos que a nossa capacidade de iniciativa permitir e o ambiente agradece", defendeu.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau