ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

ACL homenageia António Aurélio Gonçalves no seu 1º aniversário 22 Setembro 2014

A Academia Cabo-Verdiana de Letras celebra na próxima quinta-feira, 25, um ano de vida. O palco principal da festa é no Mindelo, onde no fim de semana a ACL junta-se a um grupo de personalidades locais para homenagear o ficcionista António Aurélio Gonçalves, dono de uma obra madura que é feita sobretudo de novelas que lançam um olhar crítico sobre a sociedade de São Vicente, sua ilha natal.

ACL homenageia António Aurélio Gonçalves no seu 1º aniversário

A obra e a personalidade do escritor, que também nasceu num dia 25 de Setembro, em 1901, vão ser evocadas num tributo organizado por Luís Fonseca, Sónia Morais e outras figuras de São Vicente. A ACL, parceira do evento, deverá anunciar durante o acto a edição de uma colectânea de obras de AAGonçalves, também professor liceal de várias gerações de mindelenses.

Pródiga, Noite de Vento, Virgens Loucas e O enterro de Nha Candinha Sena são os títulos escolhidos pela ACL para fazer parte desta compilação que deve ser publicada no próximo ano, anuncia fonte da instituição. De fora ficam Recaída e Terra de Promissão, ambos publicados em vida por Nhô Roque e reeditados após a sua morte por editoras portuguesas (Vega e Caminho), em 1993 e 2002, respectivamente.

António Aurélio Gonçalves é, desta forma, o primeiro dos autores clássicos da literatura cabo-verdiana – os denominados "Imortais" – que a ACL vai devolver ao convívio dos leitores cabo-verdianos. Entre eles estão desde o pouco divulgado António Nunes ao ilustre Teixeira de Sousa. A edição destas obras conta com o apoio financeiro do Ministério da Cultura.

Protocolo com Uni-CV

A Academia Cabo-Verdiana de Letras vai assinalar o seu primeiro aniversário na Biblioteca Nacional, na Praia, na tarde de quinta-feira, 25, com a imposição de faixas e entrega de certificados aos 26 académicos que fazem parte da agremiação, entre poetas, contistas, novelistas e romancistas, de várias gerações e diferentes correntes literárias.

O momento promete ser marcante, assim como a assinatura do protocolo com a Uni-CV, que deverá acontecer nos próximos dias. Válido a partir do ano lectivo 2014-2015, a parceria entre a universidade pública e a ACL almeja sobretudo promover a literatura cabo-verdiana no ensino superior nacional, abrindo espaço, por exemplo, para o convívio directo entre autores e estudantes.

TSF

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau