CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

ARFA justifica escassez de açúcar com atrasos dos navios 19 Julho 2014

A escassez de açúcar no mercado nacional deve-se a atrasos sucessivos dos navios, que deviam ter trazido a mercadoria para Cabo Verde desde meados de Junho último, diz Ana Santos, Directora de Segurança Alimentar da Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares (ARFA). A situação é mais complicada na ilha de São Vicente, onde há duas semanas o produto desapareceu do mercado.

ARFA justifica escassez de açúcar com atrasos dos navios

Ana Santos confirma que não há stocks de açúcar em São Vicente para vender aos pequenos comerciantes e revendedores, o que fez com que o açúcar desaparecesse das prateleiras dos mercados e das pequenas lojas. Por causa disso, o preço do açúcar disparou na ilha do Porto Grande. Na Praia, afirma, ainda existe algum stock, mas a venda está a ser feita de forma controlada para evitar a subida exagerada de preços.

“Toda esta situação foi provocada por atrasos dos navios. Uma das embarcações ficou presa num congestionamento no Porto de Bissau”, informa esta responsável, antes de avançar que o açúcar comercializado em Cabo Verde vem do Brasil, passa por Canárias e Las Palmas antes de desembarcar no nosso país.

Ana Santos garante que um navio com 1.500 toneladas de açúcar deverá chegar a Cabo Verde no dia 24 de Julho. E um segundo, com 700 toneladas, na primeira semana de Agosto, mais precisamente entre os dias 5 e 7. Em Setembro virá um terceiro carregamento ainda maior, por forma a repor o stock de segurança.

Até lá, a venda do açúcar vai continuar racionalizada.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau