ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Activo Líquido de Cabo Verde com redução de 0,55% 19 Novembro 2015

O activo líquido de Cabo Verde era de pouco mais de cinquenta mil contos (52.464.811$0) em 31 de Outubro, valor que representa uma redução de 0,55% face ao mês anterior, indica o relatório da evolução da situação patrimonial e financeira divulgado pelo Banco Central. O passivo, com um valor quase idêntico (52.202.566$00), evidencia um decréscimo de 1,05% repercutindo a redução de 1,10% das responsabilidades para com residentes. Estes representam 69,90% do passivo e 69,55% da estrutura, e a diminuição de 2,09% da circulação monetária, lê-se.

Activo Líquido de Cabo Verde com redução de 0,55%

O documento revela que as “Responsabilidades para com residentes” atingem 36.488.066$00 face aos 36.892.320 CVE de Setembro e evidenciam o decréscimo de 23,45% das “Responsabilidades para com o Estado” decorrente do reembolso de títulos da dívida pública e de pagamentos, enquanto caixa do Tesouro, não obstante o aumento de 1,01% das “Responsabilidades para com Instituições Financeiras” que representam 93,33% do agregado.

No montante de 34.053.823$00, as “Responsabilidades para com as Instituições Financeiras” representam os depósitos das instituições bancárias decorrentes da constituição das Disponibilidades Mínimas de Caixa, os depósitos overnight e as operações passivas de Política Monetária, no combate à liquidez excedentária no sistema.

Refere, entretanto, que o Banco Central continua empenhado na criação de condições mais favoráveis para a execução da política monetária, sendo exemplo disso a redução das suas taxas de juro de referência e do coeficiente de Disponibilidades Mínimas de Caixa, realizado em Fevereiro, a manutenção de facilidades permanentes de cedência e absorção de liquidez e a emissão de títulos próprios.

As responsabilidades para com as facilidades de absorção de liquidez atingem 20.410.000$00, enquanto as relativas aos Títulos de Intervenção Monetária ascendem aos 1.699.129 CVE e de Regularização Monetária a 499.983 contos. O Capital Próprio cifra-se nos 262.245 contos positivos, cerca de 259.382 contos acima do valor alcançado em Setembro e retrata o aumento do resultado líquido do período.

Em relação ao período homólogo, o resultado líquido passa de 626.583 contos positivos para 895.468 contos. Este valor traduz-se no aumento do resultado líquido em operações financeiras que atinge 790.000 contos positivos contra os 78.566 contos positivos de Outubro de 2014. Espelha igualmente a redução dos encargos com o fundo de pensões e a contenção dos custos de consumo corrente.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau