CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Afundamento do navio Soby no Porto de Mindelo: Armadores questionam segurnaça e perdas de 123 toneladas de cargas 26 Mar�o 2017

As autoridades portuárias cabo-verdianas estão já a trabalhar para descobrir as causas reais que estiveram na origem do afundamento,na sexta-feria,24, do navio mercante Soby, no cais acostável do Porto Grande de Mindelo. As perdas são já elevadas:pelo menos 125 toneladas de cargas se afundaram com o navio. O incidente traz à ribalta a problemática de sempre que tem a ver com a segurança e a fiscalização das embarcações nos mares e portos de Cabo Verde.

Afundamento do navio Soby no Porto de Mindelo: Armadores questionam segurnaça e  perdas de 123 toneladas de cargas

O caso desse cargueiro, de ramo de cabotagem, volta a colocar sobre mesa, tal como aconteceu por ocasião do naufrágio do Navio Vicente, a falta de meios portuários modernos no Porto de Mindelo que podem ser utilizados de imediato para evitar acidentes do gênero - as autoridades ficaram apenas a ver o navio a afundar-se.

Para um técnico portuário, a Agência Marítima Portuária deve abrir um inquérito para se apurar responsabilidades. «É preciso mais rigor na fiscalização das embarcações, tanto no tocante aos limites e formas de colocar cargas como também em termos do cumprimento da lei quanto ao tempo de vida dos navios - muitos navegam mesmo estando velhos e obsoletos», alerta a mesma fonte.

Para alguns armadores nacionais, o importante é apurar as causas que terão estado na origem desse incidente de Soby. A pensar nisso, a Empresa Nacional da Administração do Portos anunciou, através de um comunicado, que já criou uma equipa técnica para investigar e avaliar o caso."A ENAPOR já constituiu uma equipa técnica que, conjuntamente com as demais autoridades competentes, já está a trabalhar na avaliação da situação visando a desobstrução do posto de atracação".

Diz também a administração da Enapor que já tomou as medidas necessárias para assegurar a navegabilidade segura de navios que entram e saem do Porto Grande de Mindelo. "Sendo a área do Terminal normalmente utilizado pelos navios que fazem as ligações com Santo Antão, foram tomadas todas as medidas com vista a garantir a segurança da navegação e viabilidade das ligações regulares, minimizando igualmente o impacto da situação", lê-se no documento.

Acidente e perdas

O acidente em causa ocorreu, esta sexta-feira à tarde, quando o navio mercante Soby, pertencente à Companhia Oceanmade e que tinha como origem o porto da Praia, adornou, no terminal do cais de cabotagem, afundando-se, em seguida, mas sem provocar vitimas.

Outras fontes citadas pela Noticias do Norte descrevem que o navio adornou quando um dos contentores que transportava , por motivo ainda explicado, ” correu” de estibordo para bombordo juntado- se a outro contendor . Com isto a carga ficou toda do mesmo lado, o que levou o navio a adornar a bombordo e não a afundar como foi referido . É que, segundo acrescenta a mesma fonte, o navio virou- se para cima do caís na rampa roll-on/roll-off , ficando com uma parte dentro de água e outra de fora . Uma equipa de mergulhadores que esteve a analisar a situação, disse à RCV que vão conseguir erguer o Soby.

Conforme a administração portuária referida pela Inforpress, o cargueiro tinha, até ao momento do seu afundamento, descarregado apenas dois contentores. Soby transportava contentores e duas viaturas, com o peso equivalente a 185 toneladas.

Em comunicado, Enapor precisa que pelo menos 125 toneladas de cargas se afundaram com o navio. Resta saber se a seguradora do navio vai assumir parte dos prejuízos - o Asemanaonline não conseguiu identificar junto das autoridades locais a firma seguradora.

O cargueiro Soby, que ostenta a bandeira de Cabo Verde, pertence à Companhia Oceanmade, do armador Manuel dos Reis Monteiro. Este é também o dono do navio a motor Conceição Maria. Se não for erguido como pensam os mergulhadores , Soby vai também ficar como mais um dos vários outros barcos afundados no cemitério da Baia do Porto Grande.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau