A Semana

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Alberto Nunes: “O processo de Chã das Caldeiras está sendo articulado entre a Câmara e o Governo” 11 Setembro 2017

“O processo de Chã das Caldeiras está sendo articulado entre a Câmara de Santa Catarina e o Governo e com cautela e plano, os problemas daquela população serão resolvidos”, reagia assim, o presidente da Câmara de Santa Catarina, Alberto Nunes, às acusações do sector do PAICV, que, no último sábado, em conferência de imprensa, considerou de “danosa e desastrosa” a gestão municipal.

Alberto Nunes: “O processo de Chã das Caldeiras está sendo articulado entre a Câmara e o Governo”

O edil estranha assim, as acusacoes do actual primeiro secretário do PAICV, naquele concelho da ilha do Fogo, João Francisco Monteiro, que integrava a última gestão camarária como vereador, “não resolveu os problemas das famílias de Chã em dois anos e, quer, em poucos meses, que a actual câmara resolva todos os problemas”.

Alberto Nunes afirma, no entanto, que a edilidade que lidera “irá, com cautela e plano, resolver as problemáticas da Chã”, por isso, apela à colaboração da população local. Aproveita a ocasião para pedir à oposição que deixe a sua equipa trabalhar sem atrapalhar com barulhos”.

Para o edil, constitui uma falta de respeito para com a população de Chã das Caldeiras ouvir o PAICV a falar dos problemas desta comunidade, anotando que por aquilo que conhece, “as pessoas de Chã não irão permitir esta tamanha hipocrisia e falta de respeito” do sector do PAICV de Santa Catarina do Fogo.

Em Santa Catarina existem quadros qualificados

Quanto à contratação de pessoas, Alberto Nunes considera que o primeiro secretário do sector do PAICV de Santa Catarina desconhece que para contratar pessoal do gabinete do presidente é desnecessário o concurso e que pode contratar pessoas para prestar serviços por um período determinado.

“Contratamos quadros qualificados do nosso município, diferente da gestão anterior que importava militantes amigos de outros concelhos, com o argumento de que Santa Catarina não tinha quadros competentes. Estamos a provar o contrário e as pessoas estão a perceber e a gostar da nossa forma de trabalho”, disse o edil.

Quanto à questão de que a actual equipa faz uma “gestão de discurso” e que está a implementar os projectos deixados pela equipa anterior, Alberto Nunes considera este argumento como “tradicional, genérico e inútil”, indicando que o povo não quer apenas “projectos, mas sim obras, como está fazendo a edilidade”.

Campo relvado-um dos maiores sonhos da juventude de Santa Catarina

“Estamos a concretizar um dos maiores sonhos da juventude deste município, que é o de ter o estádio relvado. Prometemos e estamos a cumprir, não com empréstimos, mas com financiamento”, afirma Alberto Nunes.

Indicando ainda que o município já conseguiu financiamento para os jardins-de-infância de Cova Figueira, Monte Vermelho e Chã das Caldeiras, financiamento do arrelvamento do estádio, para requalificação da Cidade de Cova Figueira, Centro Multiuso de Achada Furna, para o programa reabilitar, de entre outros.

“O que prometemos para 2017 vai ser cumprido em termos de actividades, de infra-estruturas e atitudes”, disse, acrescentando que a equipa camarária tem um plano de actividade e um orçamento e tem estado a cumpri-los em função do cronograma, por constituírem a sua bússola e não irá permitir a pressão de quem teve oportunidade e recursos e não soube fazer melhor.

A reacção do edil de Santa Catarina é centralizada na pessoa do primeiro secretário do PAICV em Santa Cataria, João Francisco Monteiro, que, segundo o autarca, foi vogal durante três anos (2005-2008) na então Comissão Instaladora e oito como vereador (2008-2016) em Santa Catarina e o seu próprio partido e os colegas, não reconheceram nele, “requisitos para ser candidato à presidência da Câmara, ao ponto de “importar” um candidato da Cidade da Praia para as eleições do dia 04 de Setembro de 2016, sublinhando que “esta realidade é, deveras, frustrante”.

C/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau