LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Angola: população reclama contra depreciação do kwanza 18 Janeiro 2018

Face à depreciação da moeda angolana - kwanza - populares manifestam o seu descontentamento face à subida dos preços dos produtos que constituem a cesta básica.

Angola: população reclama contra depreciação do kwanza

Segundo a RFI citando autoridades locais, a depreciação do kwanza faz disparar os preços dos alimentos de primeira necessidade: um saco de arroz pode atingir quase 6.000 kwanzas e um de fuba 3.700.

Indica a mesma fonte que, no espaço de uma semana e desde que a moeda europeia passou a ser a referência para o mercado de câmbios de Angola, a moeda angolana já acumula uma depreciação de quase 25,5% em relação euro. É que desde esta terça-feira (16/01) no segundo leilão de venda de divisas realizado este ano, vale na compra 248,7 kwanzas, enquanto o dólar perdeu 18% , passando a valer 202,6 kwanzas.

O Banco Nacional de Angola que colocou à venda 82,6 milhões de euros - foram totalmente absorvidos- explica que contribuíram para o apuramento da taxa de câmbio de referência 14 dos 27 bancos participantes no leilão, tendo a taxa mais elevada de compra de cada euro sido de 270,823 kwanzas e a mais baixa de 243,387 kwanzas.

De acordo com a mesma instituição, no primeiro leilão realizado a 9 de Janeiro, após a entrada em vigor do câmbio flutuante o dólar passou a custar 185 kwanzas e o euro 221,6 kwz, quando até então a taxa de câmbio oficial definida pelo BNA não sofria alterações desde o primeiro semestre de 2016, ou seja 166 kwanzas por cada dólar norte-americano e 186 kwanzas por cada euro.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau