ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Arresto do Boeing da TACV: Oposição responsabiliza Governo 28 Fevereiro 2016

Os partidos da oposição - MpD e UCID - responsabilizam o Governo do PAICV pelo arresto do Boeing 737 no aeroporto de AmEsterdão (Holanda), alegadamente por causa de dívidas pelo leasing dos ATRs e pedem a cabeça do presidente do Conselho de Administração, João Pereira Silva.

Arresto do Boeing da TACV: Oposição responsabiliza Governo

Para o líder do MpD, este arresto era previsível. Aliás, diz Ulisses Correia e Silva, já tinha advertido que era necessário inverter o sentido das coisas na companhia aérea. “É uma situação grave e o MpD responsabiliza o Governo e o Conselho de Administração da TACV. Cabo Verde está hoje nas manchetes, lá fora, pelas piores razões. Um avião da companhia de bandeira a ser arrestado, com intervenção policial, com a tripulação e os passageiros a serem retirados do avião porque a TACV não se acautelou para pagar as dívidas, é grave”, declarou.

UCS vai ainda mais longe e afirma que este é o retrato de uma situação de descalabro total a que o país já chegou. Lamenta, no entanto, que a responsabilidade fique sempre “solteira” em Cabo Verde porque ninguém é responsabilizado. “E o Governo continua a apostar num presidente do CA, que foi lá colocado por motivos políticos. Apenas porque pertence à Comissão Permanente da presidente do partido, em detrimento de capacidades que podiam estar a gerir a empresa com melhores resultados”.

Na mesma linha, o presidente da UCID considera este arresto vergonhoso e exige uma reacção rápida do Governo. “É uma situação grave e vergonhosa. Gostaria de ver uma reacção muito rápida do Governo para limpar a imagem de Cabo Verde e também uma responsabilização", "contra quem está a gerir a TACV. Não podemos continuar nesta situação. É grave e muito vergonhoso”, reforça António Monteiro.

Já a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, confirma que sabe da dívida da TACV e garantiu que o Governo está a fazer diligências para regularizar a situação. “Neste momento, as informações que tenho é que o Governo já está a diligenciar a questão de modo que a dívida possa ser paga e a situação seja ultrapassada o mais breve possível”, esclareceu de forma sucinta.

A aeronave, que fazia a ligação Sal/Amsterdam/Paris, foi visitada no aeroporto de Schiphol, por autoridades holandesas que deram a ordem de arresto. Fontes da companhia aérea garantem que em causa estão dívidas relacionadas com o leasing dos ATRs. A empresa promete reagir esta segunda-feira. De recordar que esta situação acontece dois meses após a TACV ter sido suspensa da Câmara de Pagamentos dda IATA- Associação Internacional de Transportes Aéreos, igualmente por falta de pagamento.

A situação foi regularizada, mas causou danos à imagem da TACV.

C/ RCV

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau