DESPORTO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Astro do Olympique’, ’Bota de ouro’ recusa ‘inaugurar’ Estádio “Jean-Pierre Papin”: Edil da Frente Nacional decidiu sozinho, sem aprovação dos demais eleitos de Marselha 24 Setembro 2017

Jean-Pierre Papin, que foi, nos anos de 1986 a 1992, estrela do OM, “Olympique” de Marselha — e continua ativo no mundo do futebol como treinador —, abriu os noticiários desportivos por ter recusado participar numa cerimónia com um Edil da Frente Nacional, Stéphane Ravier, do 7º bairro de Marselha.

Astro do Olympique’, ’Bota de ouro’ recusa ‘inaugurar’ Estádio “Jean-Pierre Papin”:  Edil da Frente Nacional decidiu sozinho, sem aprovação dos demais eleitos de Marselha

A recusa do homenageado tem menos a ver com a política e mais com o aproveitamento insidioso que o Edil, Ravier, quis fazer da imagem do astro futebolístico, como o próprio Papin explicou.

“A edilidade contactou o meu agente sobre um convite para uma cerimónia que consistia em batizar um estádio com o meu nome. Aceitei participar por essa razão”.

A inauguração foi no entanto transformada “numa cerimónia dos Papin de ouro” para distinguir os melhores atacantes do bairro. Mas essa não foi a mudança que enfureceu Papin.

“Ravier quis, em paralelo, uma operação de comunicação, pela qual ia exibir-se ao lado dum antigo jogador admirado e respeitado. A mudança do programa publicado na imprensa da região “não estava no contrato! O programa traz outra cerimónia e não a combinada” com Papin.

"Papin deve ter o seu nome associado a um estádio de maior envergadura simbólica”

O antigo jogador descarta “misturar política e desporto”. Ao justificar o porquê da sua ausência da cerimónia, agendada para a tarde de sábado, 23, acrecentou que teve conhecimento de que o Edil da Frente Nacional decidiu sozinho, sem aprovação dos demais eleitos de Marselha.

O vereador dos desportos, por sua vez, explicou: “Se amanhã, batizarmos um estádio Jean-Pierre Papin, terá de ser uma infraestrutura segundo as normas legais, com vestiários”, e que prestigie “a envergadura simbólica e desportiva de Papin”.

Fontes: Le Sport. Foto Le Figaro.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau