INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Austrália: Senadora nacionalista vestiu burqa em protesto e enfureceu colegas 18 Agosto 2017

A senadora e líder do partido “Uma Nação”, pró-integração e anti-multiculturalismo, apresentou-se no parlamento esta quinta-feira,17, trajando a burqa a fim de pedir a interdição do traje religioso. Mas o ato comunicativo suscitou a indignação dos demais senadores, que exigem um pedido de desculpas à comunidade visada. Entre os mais indignados está o ministro da Justiça.

Austrália: Senadora nacionalista vestiu burqa em protesto e enfureceu colegas

A senadora Pauline Hanson, de 63 anos, após alguns minutos sentada (foto), levantou-se, despiu o traje e fez uso da palavra para “em nome da segurança nacional” pedir aos seus pares uma lei que proíba o uso da burqa no país.

"Sinto-me contente por despir este traje, porque não tem lugar neste parlamento. Se alguém chega a um banco com a cara tapada, é claro que não entra. Porque é que sempre que alguém circula com a cara tapada, não lhe é pedido que descubra o rosto para mostrar quem é e não esconder a sua identificação?”

Ministro da Justiça contra “o teatrinho” que ridicularizou o traje religioso

"Ridicularizar esta comunidade, colocá-la à margem da nossa sociedade, troçar do seu traje religioso é duma indignidade tamanha, e peço à senadora que pare para refletir sobre o que acabou de fazer", disse o ministro da Justiça, George Brandis. Acrescentou que tinha sido um "teatrinho" infeliz.

Fonte: Lexpress.

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau