ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Banco Central diz que situação patrimonial e financeira de Cabo Verde regista melhorias 27 Outubro 2014

O Relatório sobre a Situação Patrimonial e Financeira divulgado pelo Banco Central mostra que o estado patrimonial e financeiro do país regista melhorias. O Activo Líquido ascendeu a 50.093 mil contos, acusando um crescimento de 4,23% face ao trimestre anterior. Mas o Passivo, no valor de 51.955 mil contos, continua 1.884 mil contos superior. O Banco de Cabo Verde (BCV) explica que esta evolução favorável se deve ao comportamento favorável dos “Activos sobre o exterior”.

Banco Central diz que situação patrimonial e financeira de Cabo Verde regista melhorias

No fim do terceiro trimestre de 2014, os “Activos sobre o exterior” representaram 82,54% da estrutura patrimonial e financeira do país, evidenciando um acréscimo de 4,84%. Este aumento provéem de desembolsos de parceiros de desenvolvimento, do rendimento do Fundo Fiduciário de Estabilização (Cabo Verde Stabilization Trust Fund) referente ao exercício de 2013 e da alta do dólar - a 30 de Setembro o câmbio médio do dólar situa-se nos 86,816 escudos contra os 80,958 escudos de 30 de Junho-, pese embora a cedência de divisas às instituições de crédito, no âmbito da execução da política monetária e os pagamentos sobre o exterior.

O Passivo também mostra um crescimento de 2,48%, bem abaixo dos 4,23 do Activo. Contribuíram para este aumento as responsabilidades para com residentes que representam 69,53% do passivo e 72,14% da estrutura. As “Responsabilidades para com residentes”, no valor de 36.136 mil contos, crescem na ordem de 2,72%, reflectindo o aumento das “Responsabilidades para com as Instituições Financeiras”, que respondem por 92,20% do agregado, não obstante a redução de 3,93% das “Responsabilidades para com o Estado” relacionada com o reembolso de títulos de dívida pública e pagamentos.

No valor de 33 mil contos, as “Responsabilidades para com as Instituições Financeiras” acusam um acréscimo de 3,33% associado ao reembolso de títulos do Tesouro e representam os depósitos das Instituições Bancárias decorrentes da constituição das Disponibilidades Mínimas de Caixa, dos depósitos overnight (depósitos interbancários de 24 horas) e das operações passivas de Política Monetária, no combate à liquidez excedentária no sistema, acrescenta o BCV.

Por sua vez, o Capital Próprio cifra-se nos 1.884 mil contos negativos e compreende o capital social no valor de 200 mil contos, as reservas de reavaliação no montante de 229 mil contos e que provém da adequação do justo valor de activos financeiros disponíveis para venda. Ainda dos resultados do exercício de 552 mil contos e do transitado negativo de 2.867 mil contos, que decorre dos ajustamentos da convergência para as normas internacionais e da incorporação dos prejuízos dos exercícios anteriores.

Comparado com período homólogo, o resultado líquido passa de 576 mil contos negativos para 552 mil contos positivos, traduzindo o comportamento favorável da reavaliação cambial que atinge 929 mil contos positivos contra os 104 mil negativos de Setembro 2013, bem como a redução de 11,51% dos custos administrativos associada aos encargos com o fundo de pensões e a melhoria do resultado líquido em operações financeiras.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau