ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Banco Mundial apresenta estudo sobre o "all inclusive" em Cabo Verde 24 Setembro 2014

O Banco Mundial vai apresentar um estudo onde mostra que chegou o momento de Cabo Verde abandonar o modelo "all inclusive", criticado exactamente por aportar muito pouco à economia real e à cadeia de valor que deve sustentar o desenvolvimento de um país marcadamente turístico como Cabo Verde. É que,segundo apontam operadores fora do sector hoteleiro, o "all inclusive" acaba por suprir todas as necessidades dos turistas dentro dos grandes empreendimentos. Este estudo vai ser apresentado durante um workshop organizado pelos ministérios das Finanças e do Turismo, em parceria com o Banco Mundial, que vai acontecer na sexta-feira e sábado, 26 e 27, na ilha do Sal. Pretende-se debater a reforma do sector turístico nacional.

Banco Mundial apresenta estudo sobre o

No workshop que encerra no dia em que se comemora o Dia Internacional do Turismo, 27 de Setembro, participam especialistas internacionais e representantes dos sectores público e privado. O Ministério das Finanças entende que é o momento certo para analisar o caminho percorrido por Cabo Verde nos últimos anos e perspectivar novas ideias e soluções.

“O sector do turismo cresce a um ritmo assinalável, tendo já ultrapassado a faixa dos 500 mil turistas por ano. Cabo Verde tornou-se num destino do top 10 das preferências, graças às apostas de grandes marcas internacionais. O Governo tem realizado investimentos importantes a vários níveis para acompanhar esse processo de desenvolvimento do turismo e os resultados falam por si”, revela fonte A Semana.

O desenvolvimento conseguido no sector fez surgir desafios que precisam ser equacionados a fim de Cabo Verde dar o salto qualitativo que lhe vai permitir acompanhar a nova era do turismo que acontece nas suas ilhas. Persistem constrangimentos que podem colocar em perigo as conquistas, designadamente a nível de políticas, infra-estruturas, serviços de transporte, saneamento, energia.

As autoridades nacionais defendem que é necessário dinamizar o empreendedorismo local para que os empresários possam integrar a cadeia de valor do turismo e aumentar as suas oportunidades de negócio. Este é o pano de fundo do workshop que acontece hoje e amanhã na ilha do Sal com o objectivo de analisar os sucessos e perspectivar reformas no sector.

Entre os temas que vão estar em debate destacam-se formas de envolver os empresários nas cadeias de valor do turismo e o figurino institucional, designadamente o formato e o papel de uma potencial organização de turismo. Cabe a um especialista do Banco Mundial apresentar “O desenvolvimento do turismo em Cabo Verde”, estudo que questiona se não chegou o momento de abandonar o modelo all-inclusive e fala dos desafios para o turismo dos pequenos estados insulares.

O evento conta com a presença das ministras das Finanças, Cristina Duarte, e do Turismo, Leonesa Fortes, bem como da Diretora Regional do Banco Mundial para o Senegal, Cabo Verde, Gâmbia, Guiné Bissau e Mauritânia, Vera Songwe. Representantes da Câmara de Turismo, operadores do sector, entidades públicas ligadas ao turismo, entre as quais a coordenação do projecto de Capacitação de Pequenas e Médias Empresas (PMEs) e Governação Económica, que co-financia o evento vão participar no debate.

Constânça de Pina

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau