DESPORTO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

CAN 2015: Cabo-verdianos confiantes na estreia dos Tubarões Azuis 18 Janeiro 2015

A selecção de Cabo Verde estreia este Domingo, 18, na 30ª edição da Copa Africana das Nações (CAN), que se disputa na Guiné Equatorial. Mais de 500 mil corações vão pulsar em uníssono durante este jogo que carrega as esperanças dos cabo-verdianos, que se mostram confiantes numa boa prestação dos Tubarões Azuis nesta prova rainha de África.

CAN 2015: Cabo-verdianos confiantes na estreia dos Tubarões Azuis

Os Tubarões Azuis defrontam a Tunísia no Estádio de Ebebyin, a contar para o grupo B que integra ainda as selecções da Zâmbia e da RD Congo. O jogo está marcado para as 18 horas. Nas bancadas vai estar a Ministra da Educação e Desporto, Fernanda Marques, que acredita numa boa prestação da “equipa de todos nós na Guiné Equatorial”.

“Esperamos os melhores jogos de sempre, como a nossa selecção já nos habituou. O futebol nos dá essa grande visibilidade. É o marketing de Cabo Verde através da nossa selecção de futebol”, perspectivava a governante, que se deslocou à terra de Obiang para assistir à estreia da nossa selecção. “Não podíamos deixar de estar presentes”.

Aqui no país, os cabo-verdianos estão na expectativa de uma boa prestação dos Tubarões Azuis que mais uma vez voltam a unir o país em torno da nossa bandeira. Cabo Verde veste-se de azul, cor que as pessoas exibem com orgulho nas ruas, festas e outros lugares para demonstrar o seu apoio incondicional à "equipa de todos nós".

O jogo vai ser transmitido pela RTC-TV, mas também pelo Canal Eurosport. As duas operadoras de telecomunicações – CV Telecom e Unitel TMais – estão a organizar transmissões em telas gigantes em vários pontos do país de forma a envolver todos os cabo-verdianos.

Guiné Equatorial, selecção anfitriã, abriu a prova ontem, contra o Congo em jogo a contar para o Grupo A. A selecção da casa esteve a vencer durante quase toda a partida, mas o Congo conseguiu um empate a poucos minutos do fim do jogo. Porém este resultado é apenas isso, o começo, porque ainda há muita bola para rolar até a decisão desta CAN.

A imprevisibilidade é uma característica indissociável da Copa Africana das Nações. As surpresas acontecem em campo mas também fora. Um exemplo desta imprevisibilidade é a Guiné Equatorial, que tinha sido desclassificada pela utilização irregular de um jogador e acaba a organizar a prova. A selecção orientada por Esteban Becker é entre as 16 que disputam a CAN 2015 a que está mais abaixo no ranking Fifa.

Em termos puramente desportivos, esta CAN fica marcada pela ausência da campeã Nigéria e também do Egipto, a selecção com mais títulos na prova. O favoritismo é unanimemente reconhecido à Argélia, que despertou a atenção do mundo durante o Mundial 2014: só caiu nos oitavos-de-final, diante da anunciada campeã Alemanha.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau