NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde: Mindelact 2017 sob sígno arte, alma e afecto 20 Agosto 2017

A cidade do Mindelo de Cabo Verde vai acolher, de 3 a 11 de Novembro próximo, a 23.ª edição do Festival Internacional de Teatro do Mindelo – Mindelact. Com renovado coração, o certame decorrerá sob o signo da Arte, da Alma e do Afecto - três AAA - para uma programação de “altíssima qualidade, ao nível do melhor que já vimos em palco ao longo das duas últimas décadas”, garante ao cenaberta online João Branco, encenador e director do Festival.

Cabo Verde: Mindelact 2017 sob sígno arte, alma e afecto

Conforme a mesma fonte, João Branco antecipa uma presença de cerca de cento e vinte artistas no Festival, integrantes de vinte companhias, oriundas de Angola, Argentina, Brasil, Cabo Verde, Espanha, Inglaterra, Japão, Moçambique, Portugal, República Checa, Senegal e São Tomé e Príncipe.

Anuncia a organização que a forte aposta nesta edição é a programação popular e gratuita, o teatro na praça, todos os dias, às seis da tarde. João Branco desvenda: “Virão grupos de Portugal, Brasil e também de Cabo Verde que estão a preparar espectáculos específicos de rua, para essa componente da programação”.

Por seu turno, o festival OFF, integrado em exclusivo por grupos nacionais de Cabo Verde, iluminará o certame com representações curtas, 15 a 20 minutos.

A esta distância do início do Festival, e com a programação no essencial fechada, é já possível, conforme a mesma fonte, conhecer e antecipar alguns dos grupos presentes, caso da companhia portuguesa Peripécia Teatro, com a peça “Vincent, Van e Gogh”.

“Angel”, de Henry Naylor, “aclamada pela crítica internacional, premiada em sete ocasiões, inclusive no festival de Edimburgo, o maior do mundo”, é outra das anunciadas presenças: “uma peça irrepetível, uma das mais extraordinárias produções que já passaram pelo palco do Mindelact”.

“Romeu ma Julieta – Uma tragédia Crioula”, co-produção Mindelact/SP Escola de Teatro (São Paulo, Brasil), tem encenação de Fabiano Muniz. Integra um pleno de actores cabo-verdianos (serão escolhidos via casting, em Setembro), com “todo o texto em cabo-verdiano e em verso” (tradução e adaptação de Emanuel Ribeiro).

Segundo cenaberta citando ainda João Branco, do longínquo Japão vem uma homenagem teatral a Pina Bausch, trazida pelas mãos e pelo movimento corporal do artista japonês Tadashi Endo.

E enfim, resta a esperança, o que não deixa de ser paradoxal, que não chova em Cabo Verde nesta edição do Mindelact, remarcada como vimos – para forçar o desencontro pluvial – para Novembro (3 a 11), diz o cenaberta online.

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau