REGISTOS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde é o PALOP em que a percepção da corrupção é menor 17 Junho 2015

Cabo Verde é o país do grupo PALOP em que que a percepção da corrupção é menor. Está no lugar 42 do ranking elaborado pela Transparency International num total de 174 países avaliados. A nível continental, apenas o Botswana está à frente do arquipélago.

Cabo Verde é o PALOP em que a percepção da corrupção é menor

Este índice elaborado pela Transparency International - uma organização não-governamental, que tem como principal objectivo a luta contra a corrupção, fundada em Março de 1993 e sediada em Berlim -, pretende saber qual é a percepção da corrupção que existe do sector público. Os países são classificados com pontuações que variam entre os 0 (muito corrupto) e os 100 (muito “limpo”).

O ranking relativo ao ano de 2014, Cabo Verde está em 42º lugar, com uma classificação de 57. Uma cifra que tem vindo a descer ao longo dos anos: em 2013, Cabo Verde conseguiu 60 pontos e em 2014 alcançou a pontuação de 58.

No contexto da CPLP apenas Portugal (31º) está à frente de Cabo Verde, no lugar 38. Seguem-se o Brasil, no lugar 69, e São Tomé e Príncipe, no posto 76. Moçambique em 119º, Timor-Leste em 133º, Angola e Guiné-Bissau estão ambas em 161º.

A nível africano, só o o Botswana está à frente de Cabo Verde, em 31º lugar, ex-aequo com Portugal. No lugar 43 estão as Seicheles.

O top tem deste ranking é composto pela Dinamarca em primeiro lugar, seguida pela Nova Zelândia, Finlândia, Suécia, Noruega, Suíça, Singapura, Holanda, Luxemburgo e Canadá.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau