NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde participa na Conferência Geral da UNESCO e na Assembleia Geral dos Estados Partes da Convenção para a Salvaguarda do Património Mundial Cultural e Natural 14 Novembro 2017

O Presidente do Instituto do Património Cultural (IPC), Hamilton Jair Fernandes, participa, de hoje,13, prolongando-se até o dia 15 de Novembro, na 21ª sessão de Assembleia Geral dos Estados - Parte da Convenção para Protecção do Património Mundial Cultural e Natural, que acontece à margem da 39ª conferência geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, França.

Cabo Verde participa na Conferência Geral da UNESCO e na Assembleia Geral dos Estados Partes da Convenção para a Salvaguarda do Património Mundial Cultural e Natural

Hamilton Jair Fernandes encabeça a delegação constituída pela Secretária Executiva da Comissão Nacional de Cabo Verde para a UNESCO, pelo Director-geral de Planeamento, Orçamento e Gestão do Ministério da Educação (DGPOG) e pelo Assessor do Ministro dos Desportos. Isto sem contar com o corpo diplomático de Cabo Verde acreditado na capital francesa.

Para esta segunda-feira, 13, Fernandes tinha previsto um encontro com a equipa técnica do Centro Património Mundial da UNESCO, entidade que tem financiado alguns projectos na Cidade Velha - Património Mundial. Nesta reunião, foi apresentada a carteira de projectos do IPC, bem como o desbloqueio financeiro por parte daquele organismo das Nações Unidas, ao projecto “Manual Urbanístico Ilustrado da Cidade Velha, Património Mundial” num valor total de 32 mil dólares.

Para os dias 14 e 15 deste mês, acontece a 21ª sessão do Comité Património Mundial e dos Estados partes da Convenção de 1972, momento em que vai acontecer a votação para a entrada de novos países ao Comité.

“Cabo Verde, como Estado Parte da Convenção para Protecção do Património Mundial Cultural e Natural de Paris, 1972, procedeu a sua rectificação no ano de 1987, comprometendo-se junto da UNESCO, no sentido de proteger e valorizar o património cultural e natural nacional, de forma a permitir a sua transmissão às futuras gerações”, informa o IPC em comunicado.

Da agenda de trabalhos da missão cabo-verdiana em Paris, constam ainda encontros com a Unidade África do Centro Património Mundial e com representantes de alguns países que já se mostraram predispostos a apoiar a candidatura da Morna a Património Mundial.

O comunicado refrido ressalta ainda que ao longo Assembleia-geral desta 21ª sessão serão eleitos os novos membros (Estados-parte da Convenção), por um mandato de 4 anos, em substituição dos que cessam neste presente ano, nomeadamente Croácia, Finlândia, Jamaica, Cazaquistão, Líbano, Peru, Filipinas, Polónia, Portugal, República da Coreia, Turquia e Vietname.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau