ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde recebeu cerca de 200 mil hóspedes no 1º trimestre 21 Maio 2016

Cabo Verde recebeu um total de 190.653 hóspedes no primeiro trimestre deste ano, número que se traduz numa variação positiva de 17,2% face ao período homólogo de 2015. A "Estatística do Turismo sobre a Movimentação de Hóspedes" divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística revela que o Reino Unido foi o principal país de proveniência de turistas e que foram estes que também permaneceram mais tempo aqui no país, com uma estadia média de 8,1 noites. Sal continua a ser a ilha mais procurada, representando cerca de 51% das entradas.

Cabo Verde recebeu cerca de 200 mil hóspedes no 1º trimestre

O estudo mostra que os estabelecimentos hoteleiros receberam 190.653 hóspedes, uma variação positiva de 17,2%, face período ao homólogo do ano anterior. Em termos absolutos, entraram nos estabelecimentos hoteleiros mais 28.049 turistas do que em igual período de 2015. As dormidas atingiram 1.135.867, traduzindo-se numa variação positiva de 12,1%, em relação ao 1º trimestre de 2015. Em termos absolutos, houve um aumento de 122.503 dormidas.

Os hotéis continuam a ser as unidades de alojamento mais procuradas, representando 81,9% do total das entradas. Seguem-se os aldeamentos turísticos com cerca de 7,8% e as residenciais com 4,2%. Relativamente às dormidas, os hotéis representam a maior fatia com 90,8%. Os aldeamentos turísticos contam apenas 3,3% e as residenciais 2,2%.

A Ilha do Sal teve maior acolhimento, com 51,1% das entradas.
Seguem-se a Boa Vista com 27,8% e Santiago com 9,7%. Situação que se repete também em relação às dormidas: Sal com 55,1%, Boa Vista com 36,0% e Santiago com 3,5%. Já por países de residência habitual dos hóspedes, os cabo-verdianos originaram 6% das entradas e 2,7% das dormidas.

Mercado emissor

O principal mercado emissor de turistas foi o Reino Unido com 19,1%, seguido da França com 11,7%, da Alemanha com 10,8% e dos Países-Baixos com 10,6%. Quanto às dormidas, o Reino Unido continua em primeiro lugar com 26,9% do total. Em segundo lugar aparece os Países-Baixos com 12,6%, a Alemanha com 12% e a França com 9,6%.

A maioria dos turistas provenientes do Reino Unido preferiu como destino as ilhas do Sal, com 53,6% das dormidas e da Boa Vista com 45,2%. Como local de acolhimento, escolheram os hotéis representando cerca de 99,0%. Quanto aos residentes nos Países-Baixos distribuíram-se pelas ilhas do Sal (55,4%) e Boa Vista (41,2%). Os hotéis foram o tipo de estabelecimento mais procurado pelos turistas vindos do país das túlipas, representando cerca de 93,3%.

Já os alemães preferiram como principal destino a ilha da Boa Vista (47,8%). Em segundo lugar aparece a ilha do Sal com 43,3% das dormidas. Escolheram como principal meio de alojamento os hotéis, representando 92,4% das dormidas. Mas foram os ingleses que permaneceram mais tempo no país, em média 8,1 noites. A seguir estão os visitantes dos Países-Baixos (6,8 noites), da Alemanha (6,3 noites) e da Suíça (5,2 noites). Os cabo-verdianos permaneceram, em média, 2,6 noites nos estabelecimentos hoteleiros.

Em média, a taxa de ocupação-cama, a nível geral, foi de 58%. Boa Vista teve a maior taxa de ocupação-cama (80%). Logo de seguida estão as ilhas do Sal com 65% e de São Vicente com 27%. Os hotéis foram os estabelecimentos hoteleiros com maior taxa de ocupação-cama, 67%. Seguem-se os aldeamentos turísticos com 39%, as pousadas com 32%, e os apart-hotéis com 27%.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau