ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde vai explorar sete mil hectares de terreno agrícola no Cuanza Sul 22 Novembro 2015

Sete mil hectares de terras aráveis localizadas no município da Quibala, província do Cuanza Sul, em Angola, foram cedidos pelo Governo daquele país a Cabo Verde para desenvolver actividades agrícolas, informou, esta quinta-feira, o embaixador de Cabo Verde naquele país, Francisco Veiga.

Cabo Verde vai explorar sete mil hectares de terreno agrícola no Cuanza Sul

O diplomata, que falava no final de uma visita de cortesia ao governador do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, disse que o Governo de Cabo Verde vai ver o que de concreto se pode produzir nessas parcelas. Para já, a cultura de milho com o uso de sementes melhoradas é tida como uma das culturas prioritárias.

“Os Ministérios do Desenvolvimento Rural e Finanças detêm já o dossiê, por incumbência do primeiro-ministro José Maria Neves". Compete aos dois ministérios concertar "as decisões finais do que se vai produzir nos sete mil hectares cedidos”, avançou.

O encontro com o governador do Cuanza Sul serviu para acertar pontos relativos às acções de cooperação entre os dois países. Destas, destacam-se o acordo de geminação entre as cidades de Sumbe e da Praia, bem como, a criação de uma aldeia rural que, localizada na comuna do Gungo, município do Sumbe (Cuanza Sul), vai acolher uma iniciativa agro-pecuária que envolve cabo-verdianos.

São famílias cabo-verdianas que vão instalar-se na área para aí desenvolverem a actividade agro-pecuária. O projecto, segundo um comunicado de imprensa, consiste na produção de milho, a partir de sementes melhoradas, tendo o Governo disponibilizado sete mil hectares de terras aráveis.

Diz ainda o documento que Cabo Verde está disponível para expandir a cooperação para ensino, formação profissional e saúde, podendo Angola tirar proveito dos inúmeros quadros de que o arquipélago dispõe e não pode absorver. É que Cabo Verde conta pouco mais de 530 mil habitantes a viver no país e mais de trezentos mil na diáspora.

Cabo Verde, segundo a nota, é igualmente uma referência no campo das tecnologias, em particular na produção das energias renováveis, turismo e pescas. Mais de 20 por cento do PIB nacional provém do turismo, tendo quatro aeroportos internacionais e um crescente turismo de cruzeiros.

Esta é a segunda vez que o embaixador de Cabo Verde visita o Cuanza Sul - a primeira foi em 2014 -, para ver o andamento do acordo de cooperação entre o Cabo Verde e Angola, no domínio agro-pecuário.

C/portalangop

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau