ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe legalizados até ao final do ano 08 Mar�o 2015

O governo de São Tomé e Príncipe garantiu este sábado, 7, que até ao final do ano todos os emigrantes cabo-verdianos que, à data da independência, se encontravam a residir no país poderão requerer a nacionalidade são-tomense sem custos.

Cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe legalizados até ao final do ano

“O executivo decidiu, recentemente, conceder a nacionalidade são-tomense a todos os cidadãos cabo-verdianos que, à data da independência, ou seja a 12 de Julho de 1975, residiam no país e que até hoje ainda não têm nacionalidade são-tomense”, afirmou Agostinho Fernandes, ministro do Planeamento e da Cooperação Internacional de São Tomé e Príncipe.

“É um processo que vai decorrer ao longo deste ano e que permitirá a todos os que estiverem interessados em adquirir a nacionalidade são-tomense o possam fazer sem quaisquer custos adicionais”, acrescentou o governante são-tomense que adianta ainda que o assunto já foi abordado com o primeiro-ministro de Cabo Verde,José Maria Neves.

Em nota, o Governo de Cabo Verde lembra que, nos últimos meses, “os dois executivos têm procurado retomar e reforçar os laços de cooperação nos mais variados domínios, com especial ênfase para a informatização do Sistema de Previdência Social e abastecimento de medicamentos”.

Em 2012, cerca de 500 dos perto de 2.000 descendentes de cabo-verdianos residentes em São Tomé e Príncipe receberam passaportes de Cabo Verde, processo liderado pela Direcção-Geral dos Registos, Notariado e Identificação.

A comunidade cabo-verdiana residente em São Tomé e Príncipe é uma das mais antigas da diáspora, havendo muitos descendentes que não têm conseguido adquirir a nacionalidade de origem, na sua maioria por não reunirem as condições exigidas pela lei cabo-verdiana.

Os cidadãos levados de Cabo Verde para São Tomé e Príncipe durante o período colonial português, como contratados das roças de café e cacau, estão na origem da numerosa comunidade cabo-verdiana radicada nesse (outro) arquipélago.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau