NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo-verdianos na banda sonora da nova telenovela da TVI 19 Mar�o 2015

Angel Fortes, Badoxa, Boss AC, Élida Almeida, G-Amado e Tó Semedo são os cantores de origem cabo-verdiana que fazem parte da banda sonora de "A Única Mulher", a nova telenovela do canal TVI que estreou no último domingo. Esta é aliás a banda sonora mais africana de sempre em telenovelas portuguesas. Dela também fazem parte vários artistas de Angola e Moçambique.

Cabo-verdianos na banda sonora da nova telenovela da TVI

Élida Almeida, a única voz feminina da "comitiva" cabo-verdiana, entra nesta trilha sonora com "Nta Konsigui", retirado do seu disco de estreia "Ora Doci Ora Margos". A balada é a música de fundo que acompanha a história de uma das protagonistas de "A Única Mulher". Um feito assinalável para uma artista que acaba de se revelar no mundo da música – há um ano era praticamente uma desconhecida.

Tó Semedo faz um dueto com Boss AC em "Porque te amo". G-Amado participa com dois temas: "Estrela Guia" (a solo) e Mulher Perfeita, em dueto com Badoxa – filho de pai cabo-verdiano e mãe angolana. E Angel Fortes interpreta "Sedutora". Exceptuando Nta Konsigui, escrito e musicado por Élida Almeida, os outros temas são no estilo kizomba. Aliás, o kizomba domina a banda sonora de "A Única Mulher".

O título da telenovela é inspirado num kizomba de Anselmo Ralph com o mesmo nome e que também faz parte da banda sonora desta produção televisiva. Aliás, os kizombas dominam: há outro angolano, C4 Pedro (Vamos ficar por aqui) e dois moçambicanos Justin i Mikey (Meu bem e Vai embora). Angola contribuiu também com um semba (Mar Azul) que junta Yola Semedo, Paulo Flores e os beats de Mastik Soul. O último representante de África é Matias Damásio com "Kwanza Burro".

A banda sonora de "A Única Mulher" ainda inclui quatro portugueses (Pedro Abrunhosa, Manuela Moura Guedes, Dead Combo, Seda), uma britânica (Estelle), uma brasileira (Kataleya), uma australiana (Sia) e um francês (Yann Tiersen). Gravada em Angola e Portugal, a telenovela contou com mais de 500 figurantes. Entre equipa e elenco são 80 pessoas. Ana Sofia Martins, modelo luso-caboverdiana com uma carreira de sucesso, faz aqui a sua estreia como actriz.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau