POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Caso CPR Santiago Sul do PAICV : CNJF confirma queda da liderança de Nelson Centeio e convoca novas eleições para 15 de Outubro 13 Agosto 2017

A polémica com a demissão dos 13 membros efectivos e suplentes da Comissão Politica Regional (CPRSS) e de seis primeiros Secretórios de Sectores da Região de Santiago Sul do PAICV conhece novos desenvolvimentos . É que a Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização do partido acaba de confirmar a queda da Comissão Política Regional liderada por Nelson Centeio e calendarizou para 15 de Outubro próximo novas eleições nessa que é considerada a maior região politica de Cabo Verde.

Caso CPR Santiago Sul do PAICV : CNJF confirma queda da liderança de Nelson Centeio e convoca novas eleições para 15 de Outubro

Segundo a Inforpress citando o site Santiagomagazine, a Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização deu provimento ao departamento jurídico (Comissão Regional de Jurisdição e Fiscalização) do maior partido da oposição para Santiago Sul que ordenava novas eleições na CPRSS, por causa do pedido de demissão da maioria dos membros, por incompatibilidade com o presidente eleito.

A CNJF ampara-se no Regulamento Eleitoral dos Órgãos do PAICV para deliberar a favor de novo escrutínio, alegando não haver possibilidade de preenchimento das vagas, por considerar que dos 11 membros efectivos da CPRSS seis pediram demissão, assim como sete membros suplentes eleitos, não havendo, portanto, como ocupar esses lugares deixados vagos.

“As vagas que vierem a ocorrer em qualquer órgão de natureza electiva serão preenchidas pelos suplentes da lista respectiva, segundo a ordem de precedência”, considera a CNJF com o argumento que “a demissão do presidente e dos vice-presidentes das Comissões Regionais ou da maioria dos membros de qualquer órgão electivo regional, cujas vagas não possam ser preenchidas” por demissão dos suplentes, “determina a convocação de novas eleições”.

A Comissão Poliíica Regional de Santiago Sul do PAICV havia apresentado o seu recurso junto da Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização, contestando a queda deste órgão considerado mesmo tratar-se de “uma atitude irresponsável, insensata e prejudicial ao partido”.

Com esta esperada sentença os militantes do PAICV em Santiago Sul voltam a ser chamados às urnas para eleger os seus representantes para os concelhos da Praia, de São Domingos e da Ribeira Grande de Santiago, após cinco meses da presidência de Nelson Centeio que fica marcado pela guerrilha interna com os demitidos - membros da CPR e seis 1ºs Secretários de Sectores - e o Secretário -geral do PAICV, Julião Varela.

Entretanto, ainda não se conhece formalmente os candidatos à liderança de Santiago Sul nem se o demitido líder da CPR, Nelson Centeio, vai se recandidatar ao cargo. C/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau