POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Escândalo na compra do BMW em São Miguel: Bancada do MpD justifica que a escolha da viatura de funções do presidente Herménio Fernandes recaiu sobre a proposta com menos custos para o Município 26 Agosto 2017

A bancada do MpD na Assembleia Municipal de São Miguel justificou, hoje, que a escolha da viatura de funções do presidente Herménio Fernandes recaiu sobre a proposta que financeiramente representa menos gastos para a Câmara, adquirida com toda a transparência, através de concurso público como manda a lei e como foi provada documentalmente.

Escândalo  na compra do BMW em São Miguel: Bancada do MpD justifica que a escolha da viatura de funções do presidente Herménio Fernandes recaiu sobre a proposta com menos custos para o Município

Em comunicado, o líder Francisco Sanches assevera que os deputados do PAICV votaram sim à proposta de aquisição de viaturas, que foi aliás um dos únicos pontos que mereceu unanimidade dos deputados. «O não assumir desta responsabilidade por parte dos deputados do PAICV prova o quão falsos e baixos são. Portanto, reiteramos aqui que Assembleia Municipal autorizou e apoiou a aquisição das viaturas com a aprovação de todos os seus deputados».

A bancada ventoinha também contesta as críticas de que o presidente da Câmara preferiu, em vez de disponibilizar viatura, atribuir subsídio de transporte a um dos vereadores e o da renda ao presidente para não usar a residência oficial da Câmara. Explica o deputado ventoinha que o subsídio de transporte e residência oficial são assuntos que já foram discutidos e devidamente explicados, pelo que voltar a estes assuntos, só mostra que o PAICV em São Miguel não tem matérias de críticas, e por não encontra-las repisam os mesmos pontos.

« O subsídio de transporte foi explicado na altura, que se aplica a uma única vereadora que reside na Praia. E como o eleito municipal tem direito a transporte ou subsídio, a Câmara optou pelo subsídio de 10 mil escudos, em vez de disponibilizar uma viatura para ir buscar e levar um eleito, todos os dias, a 42 km entre o domicílio e o local do trabalho, o que seria muito mais dispendioso para a autarquia. Agora, sobre a questão do Presidente não residir na residência oficial, é de se envergonhar esta insistência do PAICV. É basta visitar a residência para constatar que está a cair aos pedaços, aliás convidamos a bancada do PAICV e todos os interessados a efetuar uma visita à residencial oficial e constatar « in loco» o estado em que se encontra», lê-se no documento.

Para a bancada do MpD na AM de Sáo Miguel, todo esse alarido do PAICV sem fundamentos, tem o único propósito de confundir a opinião pública e desviar o foco do que é essencial: trabalho. Salienta que, nesse quesito, os eleitos ventoinhas têm que parabenizar o edil e a sua equipa pelos investimentos realizados na requalificação e infra-estruturação do município e na melhoria da qualidade de vida dos munícipes.

«Por isso, a bancada do MPD em São Miguel, insta o Presidente da Câmara, Dr. Herménio Fernandes, a prosseguir com o excelente trabalho que vem fazendo em prol do município e dos munícipes, ciente de que em momento oportuno os micaelenses mais uma vez farão a devida justiça e darão a devida resposta àqueles que demagogicamente utilizam a política para destruir pessoas», conclui o grupo parlamentar liderado por Francisco Sanches, para quem o PAICV até ainda não se refez da grande derrota que sofreu nas últimas eleições autárquicas em São Miguel.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau