SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Caso de sequestro do padre Samuel Costa: Em causa insegurança e protecção dos locais de culto no país 14 Agosto 2017

Cabo Verde está abalado com o caso de sequestro do Padre Samuel Costa, que ocorreu, na noite de sexta para sábado desta semana, frente ao Seminário de São José, na Praia, onde reside. A julgar pelas reacções nos «mass media» e nas redes sociais, o caso trouxe, uma vez mais, à tona a situação da insegurança que se vive na Capital e a necessidade de o governo tomar medidas de políticas urgentes para garantir a protecção dos lugares de cultos e seus dirigentes, que está consagrada na Constituição da República.

Caso de sequestro do padre Samuel Costa: Em causa insegurança e protecção dos locais de culto no país

Os cabo-verdianos, com destaque para a comunidade católica, regiram com consternação ao sequestro do Pároco de São Filipe Apóstolo e vice-reitor do Seminário de São José. Tudo, segundo os comentários nos diversos meios da comunicação social, por causa da natureza e gravidade desse crime de rapto, tendo, pela primeira vez, como vítima uma figura religiosa do país.

Para os vários comentários dos leitores no fórum do Asemanonline, esse caso de sequestro do Padre Samuel Costa trouxe, uma vez mais, à tona a situação da insegurança que se vive na Capital e a necessidade de o governo tomar medidas de políticas urgentes para garantir a protecção dos lugares religiosos de culto e seus dirigentes – o pais deve estar de prevenção e atento contra actos terroristas.

Neste particular, lembram o que está em causa é a criação das condições para a materialização do artigo 49º (Liberdade de consciência, de religião e de culto) da Constituição da República, com destaque para o nº7 da mesma cláusula sobre a protecção dos locais de culto. « 7.É assegurada proteção aos locais de cultos, bem como aos símbolos, distintivos e ritos religiosos, sendo proibida a sua imitação ou ridicularização», diz.

Além da implementação desse princípio constitucional, os interlocutores referidos defendem que é preciso fazer cumprir a lei que define a organização, o funcionamento e a protecção das confissões religiosas – caso da Igreja Católica há ainda a Concordata que foi assinada há poucos anos entre o Estado de Santa Sé e de Cabo Verde.

Raptores na mira da Policia, viatura recuperada

Entretanto, segundo apurou este jornal junto da Diocese de Santiago, a viatura do Páraco Samuel Costa, que os meliantes se tinham apoderado durante e depois do sequestro, já foi recuperada pelas autoridades policiais. Consta que o veículo, de marca Toyota cabine dupla, foi abandonado pelos assaltantes na localidade da Calabaceira, na Praia.

Segundo fontes citadas por vários outros órgãos da comunicação social, a Polícia Nacional já tem praticamente identificados os suspeitos, que se encontram a monte.

A fazer fé nas mesmas informações, as autoridades policiais poderão, a qualquer momento, anunciar a detenção dos suspeitos - depois de interrogados devem ser apresentados ao tribunal para legalização da prisão e apuramento das responsabilidades criminais. Fotos: D. Santiago/Inforpress

Links c/ matéria relacionada: http://www.asemana.publ.cv/?Praia-Padre-Samuel-Costa-sequestrado-Cardeal-Dom-Arlindo-Furtado-alerta-que-a&ak=1

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau