SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Caso falsificação de documentos: Funcionário da Assembleia Nacional fica em prisão preventiva 25 Janeiro 2015

O Tribunal da Praia determinou a prisão preventiva de Carlos “Alex” Xavier Lima, funcionário da Assembleia Nacional (AN) alegadamente envolvido no esquema de falsificação de documentos para a venda de passaportes de serviço. Entretanto Carla Moreira, a secretária do presidente da AN tida como a mentora do esquema, está foragida.

Caso falsificação de documentos: Funcionário da Assembleia Nacional fica em prisão preventiva

A decisão do tribunal foi conhecida este sábado, 24, depois que esta autoridade ouviu Alex, natural da Boa Vista, em primeiro interrogatório. O funcionário da AN, que trabalha ligado ao serviço do protocolo da Casa Parlamentar, foi detido esta sexta-feira, 23, pela Polícia Judiciária a mando do Ministério Público que investiga o caso.

Sobre ele recai a acusação de participante activo num esquema que falsificava documentos com carimbo do Parlamento, para conseguir passaportes junto dos Serviços de Emigração e Fronteiras da Praia. Esses passaportes de serviço eram depois vendidos por altas quantias no conhecido mercado clandestino de emigração ilegal - pessoas que precisam viajar mas não preenchem os requisitos para conseguir um visto de forma legal e não hesitam em pagar o que tem e o que não têm para entrar na Europa ou em qualquer outro destino da emigração.

Ao que consta, pelo menos dois passaportes de serviço terão sido emitidos com base nesses documentos falsos passados e assinados pelo staff do Gabinete do presidente do parlamento cabo-verdiano. O caso terá sido descoberto quando os Serviços de Fronteiras de Portugal desconfiaram de duas pessoas que tentavam entrar no país com passaportes de serviço e sob a alegação de que iriam participar numa formação na Assembleia da República Portuguesa.

Os visados foram recambiados para o arquipélago sob a comunicação das autoridades judiciárias cabo-verdianas que agora investigam o caso. Mas a cabecilha do grupo - Carla Moreira, a secretária do presidente da AN, Basilio Mosso Ramos - conseguiu fugir , encontrando-se neste momento em parte incerta do estrangeiro, muito provavelmente nos Estados Unidos da América.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau