POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Deputado Clóvis Silva do PAICV: "Nenhum Governo conseguiu resolver o problema de transportes na ilha da Brava" 15 Setembro 2017

O deputado do PAICV pelo círculo eleitoral da Brava, Clóvis Silva, afirmou, esta quarta-feira, 14, que a ilha continua a enfrentar sérios problemas referentes ao transporte. Perante a situação, Silva garante que “desde o início deste Cabo Verde independente, Brava é a ilha mais mal servida do país em matéria de transporte e a mais dependente de todas as outras”.

Deputado Clóvis Silva do PAICV:

Clóvis Silva diz que este quadro há muito vem preocupando os maradores da ilha e tem sido um desafio para os sucessivos governos de Cabo Verde, mas entretanto, ainda, não teve uma solução satisfatória.

“A questão dos transportes, que é a fonte de quase todos os problemas que a ilha tem tido ao longo destes anos e que desde a independência de Cabo Verde, até hoje, não foi solucionada. Esforços têm sido feitos, é verdade, mas não há memória de sua estabilização ou normalização” remeta o deputado do PAICV.

Silva relata que há dois meses a deficiência nos transportes gerou falta até de oxigénio na Delegacia de Saúde e ruptura no fornecimento de vários medicamentos. Com isso, diz, “se tornou quase corriqueiro que cada um recorra à ilha do Fogo ou da Praia para os adquirir”.

“Esta questão dos transportes que teima a não se regularizar não é de hoje, sempre foi reclamada na Brava e a justificação ligada à inexistência de um mercado que a sustente resulta da inexistência de políticas de incentivos para que os jovens quadros possam sonhar em viver na Brava” salienta.

O deputado nacional menciona ainda que a Brava é uma ilha com “crescimento demográfico negativo”, com “cada vez menos crescimento económico”, cada vez menos crescimento demográfico e menos ambição deste arquipélago.

“A ilha que teve menos presença dos seus governantes e seus políticos, na história deste país, Brava é a única ilha que persiste com este nível elevado de isolamento” lamenta.

Para concluir, Clóvis Silva assegura ainda não se sabe a data concreta para que o navio da CVFF chegue à Brava, situação que considera ser “grave num pais que tem a obrigação de repartir os recursos que tem para todas as ilhas e mais do que isto, um país que tem a obrigação de promover o desenvolvimento de todas as ilhas”.

Hélio Robalo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau