DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Comunidade cabo-verdiana vive sem água, luz e saneamento às portas de Lisboa 07 Julho 2014

São quase 500 pessoas, das quais 100 crianças, na sua maioria de origem cabo-verdiana, que para terem acesso a água potável usam carrinhos de mão para transportar os bidões de água. As mulheres levam-nos à cabeça. Cenário cada vez mais raro, mesmo nos cutelos mais recônditos , no interior de uma ilha de Cabo Verde? Não. Acontece mesmo às portas de Lisboa.

Comunidade cabo-verdiana vive sem água, luz e saneamento às portas de Lisboa

Chamam-lhe Terras da Costa, onde cerca de 500 pessoas vivem sem água canalizada, sem saneamento básico, sem electricidade. Na sua maioria de origem cabo-verdiana - mas há também angolanos, guineenses, moçambicanos.

Trata-se de um amontoado de casas que foi crescendo de forma ilegal ao mesmo ritmo que as famílias foram aumentando. Mas isso pode estar prestes a mudar com um novo projecto que a Universidade Lusófona e a Câmara Municipal de Almada estão a desenvolver.

Veja o vídeo e a reportagem completa aqui.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau