SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Criminalidade na Praia e São Domingos: Prisão preventiva e TIR para três acusados por crimes de violação a crianças 13 Fevereiro 2018

Prisão preventiva e TIR-Termo de Identidade e Residência são medidas de coacção decretadas pelos Tribunais das Comarcas da Praia e São Domingos, em Santiago, a dois dos três causados de vários crimes de abuso sexual a crianças. Mais dois indivíduos de nacionalidade ucraniana ficaram em liberdade condicionais para o julgamento sumário no próximo dia 26 por indícios de estarem envolvidos na prática do crime de Lavagem de Capitais com posse ilegal de armas de fogo.

Criminalidade na Praia e São Domingos: Prisão preventiva e TIR para três acusados por crimes de violação a crianças

Segundo descreve a Polícia Judiciária, a Secção de Investigação de Crimes Contra Pessoas (SICCP) – Brigada de Crimes Sexuais, em cumprimento de três mandados do Ministério Público, das Comarcas da Praia e São Domingos, deteve, fora de flagrante delito, entre os dias 8 e 9 de fevereiro, três indivíduos do sexo masculino, acusados da prática de crimes de abuso sexual contra crianças.

«Um dos acusados, de 26 anos, foi detido na tarde de quinta-feira, 8, por estar fortemente indiciado da prática de quatro crimes de abuso sexual de crianças, com penetração, ocorridos entre julho e novembro de 2017. Os outros dois indivíduos foram, ambos, detidos na sexta-feira, 09. Um deles, de 68 anos, encontra-se sob suspeita da prática de cinco crimes de abuso sexual de crianças, ocorridos entre 2016 e 2017. O outro indivíduo, de 63 anos, está fortemente indiciado de oito crimes de abuso sexual de crianças, praticados entre janeiro e fevereiro de 2018», diz em nota a PJ.

A Polícia Científica informa que os suspeitos de 26 e 68 anos foram presentes, na manhã do dia 9, ao Tribunal da Comarca da Praia para o primeiro interrogatório judicial na qualidade de arguidos detidos. O Tribunal aplicou como medidas de coacção TIR e interdição de Saída do País para o indivíduo de 26 anos e Prisão Preventiva para o individuo de 68 anos.

O terceiro arguido, de 63 anos, foi apresentado, na tarde do mesmo dia, ao tribunal da comarca de São Domingos. «Após um longo período de interrogatório judicial, o juiz aplicou-lhe, no sábado, 10 de fevereiro, TIR, apresentação periódica a autoridade, interdição de saída do país e proibição de contacto com as vítimas, como medidas de coação», avança o documento referido.

Lavagem de capitais

Mas as acções não ficaram por aí. A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes e Crimes Organizados – SCITE – Brigada de Lavagem de Capitais, deteve também - em cumprimento de um mandado de busca e apreensão à residência- na passada terça-feira, 06 de fevereiro, dois indivíduos de nacionalidade ucraniana, por indícios da prática do crime de Lavagem de Capitais.

Revela a PJ que, na sequência das buscas efetuadas, foram encontrados dentro da residência dos detidos, em Palmarejo, uma arma de fogo de calibre 8mm, com o respetivo carregador munido de sete munições de 6,35 mm e uma espingarda de pressão (pneumático) para caça submarina, com os respectivos acessórios.
«No ato das buscas, um dos suspeitos mostrou resistência ao cumprimento do mandado, entrando em confronto físico com os agentes, tendo os dois indivíduos sido detidos em flagrante delito. Presentes ao tribunal da Comarca da Praia, na quarta-feira, 07, os detidos ficaram sujeitos a medida de coação Termo de Identidade e Residência», descreve a PJ, informando que o julgamento sumário deles ficou agendado para o dia 26 de fevereiro, « onde os arguidos devem responder por Porte Ilegal de Armas, Desobediência e Resistência aos Agentes de Autoridade».

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau