SERÁ NOTÍCIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde promove formação de formadores sobre eliminação de substâncias que empobrecem a camada do Ozono 25 Outubro 2017

Iniciou esta terça-feira,24, na cidade da Praia, a formação de formadores sobre a eliminação de substâncias que empobrecem a camada do Ozono, destinada aos técnicos de frio, importadores de gases, agentes alfandegários e aduaneiros e a polícia nacional. A formação, com a duração de três dias, visa de entre outros, consciencializar os agentes de controlo sobre a problemática da distribuição da camada de Ozono, consciencializar os agentes de controlo sobre a problemática da destruição da camada de ozono.

Cabo Verde promove formação de formadores sobre eliminação de substâncias que empobrecem a camada do Ozono

Esta iniciativa surge na sequência do compromisso de Cabo Verde, junto com a comunidade internacional, de desenvolver uma política firme para a proteção do ozono desenvolvendo planos de ação nacionais para a eliminação de ODS, formação, informação e sensibilização do público sobre questões relacionadas com a destruição da camada do ozono.

O Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, que presidiu a cerimónia de abertura, precisou que Cabo Verde tem estado a cumprir com os compromissos assumidos na convenção com a aprovação de vários diplomas relacionados com a matéria, restringindo e eliminando a importação de produtos prejudiciais à camada do ozono, tudo com o intuito de o país dar a sua contribuição a nível nacional.

Gilberto Silva, adiantou ainda que, junto dos agentes que operam neste sector, pretende-se com a formação reforçar a capacidade nacional no sentido de continuar com as ações que contribuem para o cumprimento dos compromissos assumidos, estando ciente que o compromisso deve ser assumido por todos os países para de forma global proteger a camada do ozono.

De acordo com a Representante Adjunta das Nações Unidas, Hilaria Carnevalli, que copresidiu a cerimónia de abertura da formação, “Cabo Verde é um modelo para os países da região por ter aderido ao protocolo e pelo empenho em implementar programas de ação de formação e capacitação sobre as substâncias que afetam a camada de ozono”.

De referir que Cabo Verde faz parte do grupo de 195 países que assinou o protocolo internacional de Montreal, assinado em 1987, que tem como principal foco regular a produção e o consumo de produtos destruidores da camada de ozónio, e dessa forma lutar contra a degradação da camada de ozono.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau