Comunidade

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Democracia comprometida na Guiné-Bissau: Governo proíbe manifestação pacífica 25 Julho 2017

Esta ficar cada vez mais patente o carácter antidemocrático do actual regime presidencial inconstitucional vigente na Guiné-Bissau. É que o Movimento de cidadãos conscientes e inconformados na Guiné foi, segundo os órgãos locais da informação, impedido de realizar uma marcha pacífica que estava prevista para o sábado último em Bissau. Mas para o próximo dia 29 está convocada mais uma acção de protesto pelas ruas de Bissau.

Democracia comprometida na Guiné-Bissau: Governo proíbe manifestação pacífica

Segundo a RFI, o Movimento dos Cidadãos Conscientes e Inconformados (MCCI) ficou, no sábado 22 , inviabilizado pela polícia de realizar uma marcha de protesto contra a proibição de manifestações.

Para evitar represálias do regime ditatorial vigente no país, o Movimento decidiu desconvocara manifestação devido a intimidações, como refere Nelvina Barreto da organização Mindjeres di Guiné No Lanta que integra o MCCI. "A manifestação foi desconvocada porque recebemos informações de que teriam sido dadas instruções para agredirem os promotores principais da marcha. Decidimos, por uma questão de prudência, desconvocar a marcha", descreveu Nelvina Barreto.

Entretanto, para o próximo sábado, 29 de Julho, mantém-se a convocação de uma nova marcha em Bissau. "Enviamos uma carta para o ministério do Interior e para o comissariado geral da polícia a informar que a marcha para dia 29 se mantém e não não vemos razões legais para que o governo da Guiné-Bissau impeça que esta se realize", confirmou Nelvina Barreto da organização Mindjeres di Guiné No Lanta, citada pela RFI.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau