POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Deputado do PAICV Clovis Silva: Aumento do número de processos é um dos problemas que ainda persistem no Ministério Público 15 Outubro 2017

O aumento do número de processos e o número reduzido de procuradores são alguns problemas que ainda persistem no Ministério Público, advertiu, na Praia, o deputado do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Clóvis Silva.

Deputado do PAICV Clovis Silva: Aumento do número de processos é um dos problemas que ainda persistem no Ministério Público

“À semelhança dos anos anteriores alguns problemas ainda persistem e têm imperado o funcionamento do Ministério Público a nível nacional”, afirmou o deputado do PAICV, Clóvis Silva, em declarações à imprensa no final de um encontro realizado na sexta-feira,13, com o presidente do Conselho Superior do Ministério Público, Óscar Tavares, no âmbito da preparação do debate parlamentar sobre a Justiça no país agendado para o final de Outubro.

“Há necessidade de aumentar o número de procuradores, tendo em conta o volume de processos» defendeu Clóvis Silva citada pela Inforpress, lembrando que de ano para ano a Procuradoria continua a trabalhar com cem mil processos.

Disse ainda que a sociedade continua a procurar muito os tribunais, os processos têm aumentado, mas continuam com o número reduzido de Procuradores.

Segundo a mesma fonte, o deputado disse também que que as Procuradorias passam, neste momento, por alguma dificuldade, porque a secretarias foram repartidas, mas a divisão dos funcionários não foi equitativa. Uma situação que o Conselho Superior de Magistratura está a tentar ver como equacionar, alertou Clóvis Silva.

Mas os questionamentos não ficam por aí. As pendências, a situação da mobilidade de pssossoal, as secretarias que continuam com dificuldades, o parque automóvel do Ministério Público que continua sem nenhum tipo de melhoria, são outras preocupações manifestadas pelo porta-voz do grupo Parlamentar do PAICV.

“Temos ainda um conjunto de situações que não são actuais e que vem persistindo e que estão por resolver neste momento”, disse o deputado tamabrina citado pela agencia cabo-verdiana de noticias.

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau