ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do Jornal A Semana 1148 13 Junho 2014

Figuras proeminentes da sociedade cabo-verdiana juntam-se no “Movimento para criar uma nova economia”, eis a machete desta edição do Jornal A Semana. O economista e actual vice-presidente da Câmara de Turismo, Eugénio Inocêncio, é um dos mentores do recém-criado movimento. O grupo, ao qual já aderiram figuras importantes de Cabo Verde, quer produzir ideias para ajudar o país a implementar reformas políticas e económicas capazes de alterar o já “esgotado” quadro actual em que se desenvolve a actividade económica.

Destaques do Jornal A Semana 1148

“O novo PCCS para médicos não serve à classe” é outro título de destaque na primeira página. O bastonário da Ordem dos Médicos de Cabo Verde (OMCV) defende que o novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários, apresentado pelo Ministério da Saúde, não deve ir avante como está porque "não serve à classe médica". Para Júlio Andrade, a par de exigências e obrigatoriedades inaceitáveis para a promoção, com a actual proposta o médico levaria 33 anos de serviço, no mínimo, para chegar ao topo da carreira.

O jornal, que chega hoje às bancas, informa que Cabo Verde está sem barco para carga de grandes dimensões. Desde o dia 5 de Junho, data em que encalhou o navio Pentalina B, Cabo Verde não tem um único cargueiro “roll-on roll-off” (RoRo) que faça o transporte de contentores e viaturas entre as ilhas. Pentalina, apesar dos esforços do armador e do rebocador “Iron Bull”, continua preso na praia de Moia-Moia (São Domingos) e as outras opções sumiram dos nossos portos: O Tarrafal foi vendido a uma empresa das Canárias e o Sal-Rei foi dado como perda total pela companhia seguradora. Praia d’Aguada? Esta, que é a grande esperança dos operadores económicos nacionais, continua nos estaleiros da Cabnave sem data para sair.

Grande destaque também para uma entrevista com Augusto Neves, que se mostra "totalmente aberto” à possibilidade de submeter-se pela segunda vez consecutiva ao escrutínio do povo de S. Vicente nas autárquicas de 2016. Em entrevista ao A Semana, o presidente da CMSV diz que gostaria de contar com o apoio do MpD, de que é militante e que o suporta politicamente. Mas, caso o partido tiver outro entendimento, não descarta a hipótese de uma candidatura independente. Porque “trabalhar para São Vicente é a minha primeira motivação”, afirma Augusto Neves.

Ainda sobre política escreve-se nesta edição que Jovens Unidos querem tomar Santa Catarina de Santiago nas próximas eleições.

Digno também de primeira página, uma resenha política de José Maria Neves, onde o Chefe do Governo apresenta algumas notas para o debate da problemática da regionalização em Cabo Verde. “Devemos pensar a regionalização não como um simples processo de reforma e modernização da Administração Pública, mas no quadro de um processo mais amplo de reconceituação do Estado", escreve o primeiro-ministro e presidente do PAICV para esta edição que traz ainda como destaque o facto dos pescadores de São Pedro em São Vicente estarem a utilizar uma nova técnica de pesca, entretanto condenada pelos biólogos que a acham extremamente nociva para o nosso ambiente, pois arrasa os nossos recursos pesqueiros. E a polémica está instalada.

Betinho Gomes “rouba” a primeira página do caderno desportivo. De férias em São Vicente, o basquetebolista internacional diz que quer voltar a jogar na liga mais competitiva do basquetebol europeu. Após três anos no Benfica, onde ganhou quase tudo nesta época, o cabo-verdiano não esconde a ambição de continuar a sua carreira em terras madrilenas. “Sinto-me bem no Benfica, mas o nível competitivo do basquetebol português tem estado a decair. Isto não é bom para um jogador ambicioso como eu, que quer defrontar adversários difíceis, sem entrar no campo com a sensação de que este jogo já está no papo”, explica o “tatuado” Betinho, que já manifestou o seu plano ao clube da Águia.

Lance também escreve que Mindelense inicia pré-época em Portugal. No dia 25 de Julho, o clube vai participar num torneio quadrangular de futebol com o Arouca, Sporting de Braga e Estoril, três equipas do top 10 do campeonato luso. Os bicampeões nacionais estreiam o seu novo plantel nessa prova, que marca a preparação dos encarnados para a próxima época. “Mas não deixa também de ser um prémio pela conquista do bi-campeonato nacional. Vamos testar a nova equipa e esperamos fazer boa figura em Portugal. Isto quer dizer que queremos encarar os nossos adversários com um espírito competitivo, jogar de igual para igual”, salienta Adilson Nascimento, presidente dos leões do Mindelo.

Kriolidade faz manchete com Talking Drums, o novo álbum de Gabriela Mendes, que já chegou a Cabo Verde. Concebido e produzido pelo percussionista suiço Stephan Rigert, a cantora cabo-verdiana interpreta composições de autores nacionais de ontem e de hoje, travestidos de jazz afro-latino. A percussão comanda tudo, é a sua imagem de marca. O caderno cultural anuncia também o grande regresso da cantora Gama à sua Praia natal este sábado, no Parque 5 de Julho. O espectáculo que a cantora concebeu em parceria com o amigo e animador MC Bife chama-se "Undi Tudo Começa". Porque foi o Parque 5 de Julho o primeiro grande palco onde Gama cantou, assim como Blik Tchutchi, o convidado de honra do concerto.

A complementar o caderno cultural, o livro digital de Abraão Vicente "Amar100medo,Cartas improváveis & Outras Letras" , e "Transferência", a primeira exposição de pintura de Zanda da Luz, a jovem designer que reproduz na tela uma das técnicas da panaria cabo-verdiana - o Clabedótch, numa mescla de pintura e colagem.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau