ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do Jornal A Semana 1151 04 Julho 2014

Aposentados denunciam cobrança abusiva das Finanças, eis a manchete desta edição do Jornal A Semana. Os aposentados da Função Pública estão revoltados com a nova chefe da Repartição de Finanças de São Vicente, que passou a cobrar 2.120 CVE para emitir uma declaração de pensão. Uma cobraça ilegal, abusiva e escandalosa, classifica os reformados. Daí exigirem da responsável da RF de Mindelo não só a devolução dos montantes cobrados como também um pedido de desculpas pela arbitrariedade. Impossível foi ouvir a versão dos factos por parte de Maria Lopes Delgado de Jesus, mas a Directora-Geral de Contribuições e Impostos, Ana Rocha, dá a cara e responde que o serviço cumpre apenas “o que está estipulado na lei”.

Destaques do Jornal A Semana 1151

PJ ameaça entrar em greve de zelo outro assunto de destaque na primeira página. O presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação e de Apoio à Investigação Criminal da Polícia Judiciária (ASFIC-PJ) avisa que, caso o Governo aprovar o novo estatuto da classe sem antes ouvir a associação sindical, impugnará o acto junto das autoridades competentes. Mais: porque o Governo insiste em ignorar as suas reivindicações antigas - pagamento dos retroactivos referentes às promoções e progressões na carreira - quadros da PJ dizem que neste mês de Julho vão entrar em greve de zelo.

O jornal que chega hoje às bancas dá conta que o MpD cogita coligação pré-eleitoral com UCID. Dirigentes e quadros com responsabilidade no sistema MpD em S.Vicente cogitam uma coligação pré-eleitoral com a UCID nas autárquicas de 2016, em S.Vicente. A ideia é concorrer com uma lista forte, encabeçada por uma figura ventoinha que não seja o edil Augusto César Neves ou com o presidente da UCID, António Monteiro. A proposta quer pôr termo ao modelo de gestão autárquica, já esgotado, que começou com a ex-presidente Isaura Gomes e prossegue com o actual executivo de maioria relativa de Augusto Neves. O líder dos democratas-cristãos diz que o assunto nem sequer foi discutido internamente e que o Congresso da União Cabo-Verdiana proibiu qualquer aliança pré-eleitoral. Já o presidente da Comissão Política Concelhia do MpD faz questão de realçar que o dossier autárquico ainda não está aberto. João Gomes, dando uma no prego e outra na ferradura diz que no Movimento para a Democracia não há tabus, mas avisa que «as opiniões que vinculam o partido são as da Comissão Política Nacional ou das Coordenações Concelhias».

Ainda na política escreve-se que o MpD está de consciência tranquila no caso de burla ao INPS, supostamente cometido por Carlos Além. O jurista João Gomes descarta “todo e qualquer” envolvimento de seu partido no esquema. E ainda: Manuel Inocêncio comanda Comissão de Dados para directas no PAICV.

Mais um assunto digno de primeira página: Hospital Regional João Morais, em Santo Antão, está a ser acusado de atentado à saúde pública pelos moradores da Rua de Água, na Povoação de Ribeira Grande. É que a casa mortuária, conhecida como "casinha de morte" não é limpa com regularidade e colchões, macas, além de panos sujos de sangue, são largados a céu aberto, dizem os habitantes. E culpam os dirigentes do HRJM, que fazem “vista grossa” perante a situação.

Não deixe de ler ainda uma entrevista com João Baptista Pereira que diz que a “A regionalização é uma fuga para a frente”. De visita à China, para participar num colóquio sobre saneamento e saúde pública para os países que integram o Fórum Macau, o presidente da Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, falou ao A Semana sobre esta iniciativa e deixou a sua impressão sobre o processo de regionalização em Cabo Verde. “Se avançarmos para a regionalização vamos acentuar, ainda mais, as assimetrias. Podemos até avançar com a regionalização, mas concomitantemente devemos levar a cabo programas específicos de empoderamento dos municípios mais recentes", considerou, contradizendo aqueles que encaram a proliferação de municípios com desenvolvimento local, poder, mais recursos e mais qualidade de vida para as populações.

Cifrão dá conta que Islands Seafood está em “standby". Geir Eriksens promete para daqui a três semanas, uma definição clara sobre o futuro da “Islands Seafood”. É o tempo que precisa como presidente da sociedade para se reunir com o financiador e demais accionistas para juntos decidirem se avançam ou não com o investimento que promete criar 400 postos de trabalho em São Vicente. Sem um sim certo, sem um não claro: é assim que Eriksens reage aos rumores de que os promotores do negócio teriam desistido “por falta de financiamento”.

Tribunal Fiscal chumba dois processos movidos pela Câmara Municipal da Boa Vista é outro destaque no caderno económico. O Tribunal Fiscal e Aduaneiro de Barlavento (TFAB) anulou dois processos de cobrança coerciva do Imposto Único sobre o Património (IUP) de 2012, que a Câmara da Boa Vista (CMBV) levou a cabo contra as empresas Emicela – Produtos Alimentares e Bebidas Lda e Grupo Mendes & Mendes. O Tribunal Fiscal e Aduaneiro baseou a sua decisão em dois erros processuais: a Câmara não notificou os visados, nem tampouco fundamentou a decisão. Dos lados da edilidade de José Pinto Almeida ainda não surgiu nenhuma reacção: será que vai recorrer da sentença junto do Supremo Tribunal da Justiça (STJ) ou reconstitui o processo à luz do artigo 35º do Código de Processo Tributário (CPT), conjugado com o artigo 21º do Código Geral Tributário (CGT)? Cifrão noticia ainda que o Novo Código Geral Tributário sem vigora desde o 1º dia de Julho parte sancionatória. Equipa do Ministério das Finanças confirma vazio legal

Cretcheu, paixão pela música de Cabo Verde em documentário é a manchete principal do Kriolidade. O filme conta a viagem de 50 dias de um quarteto de italianos ao nosso arquipélago em busca da essência dessa música que, mesmo lá longe, na sua terra natal, fascinava-os de forma "inexplicável". Nas ilhas, as descobertas "superaram as expectativas", confessam. “Crowdfunding, a solução de Belaska para um disco que teima em não chegar” é outro título de destaque no caderno cultural que também anuncia a chegada de “Identidadi”, o álbum de estreia da banda cabo-verdiana Afrika Rainbow.

Matchu Almeida à procura da onda perfeita, é a reportagem que enche a capa do Lance. Matchu Lopes Almeida viaja pelo mundo à procura das melhores ondas. Mas foi no Sal, sua ilha natal, que o surfista que se apresenta como “prêt de cabel loire” enfrentou a sua maior onda, um gigante de nove metros. Ele dá a cara em várias revistas internacionais de desportos náuticos, que o procuram devido às suas impressionantes wave strapless. Esta manobra criada por “mnis de ponta d’mar” de Santa Maria tem vindo graças a Matchu a conquistar fãs – que todos os anos vêm com ele conhecer a terra do sem ‘stress’. Um sucesso que Matchu divide com Josh Angulo o professor, Mitu Monteiro a inspiração, Ayrton Cozzolino o companheiro de ondas e o seu maior orgulho, o pai, um antigo surfista que ainda pega ondas. Tem vários sonhos, como montar um ginásio de kite em Cabo Verde e formar uma associação de surfistas na ilha, o primeiro passo para criar uma federação nacional de desportos náuticos.

O caderno desportivo anuncia ainda que Cabo Verde inicia no dia 23 de Julho os jogos de qualificação para o Mundial de Voleibol de 2015, no escalão sub-23 masculino e feminino. Os “Tubarões Voadores” defrontam, em casa, as suas congéneres do Senegal e da Gâmbia, as únicas selecções da Zona II que já confirmaram a sua presença na prova. Sobre esta modalidade escreve-se ainda que a Federação Internacional de Voleibol vai financiar quatro centros de alto rendimento para o ensino do voleibol a crianças dos 10 aos 14 anos de idade, nas ilhas de Santo Antão, S. Vicente, Sal e Santiago.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau