ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do Jornal A Semana 1153 18 Julho 2014

“Nada vai dissuadir a Alfândega de introduzir mais transparência no desalfandegamento dos contentores”. Este recado do Director-Geral da Alfândega faz a manchete desta edição do jornal A Semana que chega esta sexta-feira às bancas. Marino Andrade responde às queixas de empresários e operadores da ilha do Sal que alegam prejuízos em tempo e dinheiro com as novas exigências das alfândegas para a desova dos contentores. Para o Director Geral das Alfândegas, os operadores “estão a criar uma cortina de fumo” para manter um procedimento que lhes convém.

Destaques do Jornal A Semana 1153

“PAICV e seus moinhos de vento” abre a página política deste jornal, dando conta que está aberto o processo para uma eventual convergência dos quatro candidatos à liderança do PAICV – Cristina Fontes, Felisberto Vieira, Janira Hopffer Almada e Júlio Correia – para que o partido possa sair intacto da “dura prova de fogo” que vai enfrentar a 14 de Dezembro: a escolha de uma nova liderança consensual o quanto baste para sustentar as aspirações de um partido do arco do poder nas eleições gerais de 2016 . Por enquanto, ninguém parece inclinado a sacrificar o seu projecto político no altar dos “superiores” interesses do partido.

Ainda na política, lê-se que a construção do aeroporto de Santo Antão provoca divergências no MpD, com o deputado Leão Lopes a "desconversar" em relação ao que o partido na ilha considera uma emergência nacional. Leão Lopes acha que Santo Antão já tem aeroporto na Ponta do Sol, que só precisa ser reactivado. E o clima esquentou.

Em grande destaque a entrevista com o ministro português da Educação e Ciência de Portugal. Nuno Crato, que esteve em Cabo Verde para participar no seminário sobre parcerias visando a formação de cientistas da CPLP, defende nesta entrevista ao A Semana que “Cabo Verde está a fazer as escolhas certas” em termos de Educação Superior.

Na economia, o jornal anuncia que o Ministério das Finanças e Planeamento (MFP) não vai contratar Amílcar Melo, o bancário residente nos EUA, que foi recrutado através de concurso para o cargo de Director Nacional de Receitas do Estado. A Ministra Cristina Duarte já informou Melo que não aceita a proposta de fixar o seu ordenado-base no valor de 10 mil dólares, o equivalente a cerca de 800 contos cabo-verdianos.

Por outro lado, temos Nova Directora Nacional de Orçamento e Contabilidade Pública. Liliana Nascimento, licenciada em Gestão e Contabilidade, substituirá Elias Monteiro que desde Fevereiro de 2013 pediu a sua demissão, na sequência do desfalque de 35 mil contos que teve como protagonista a funcionária Yara Alfama.

Emigrantes nos EUA contra o “abuso” da TACV é outra notícia a conferir nesta edição.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau