ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do Jornal A Semana nº 1210 24 Dezembro 2015

O Natal em Cabo Verde vai respeitar o apelo à misericórdia que o Papa Francisco lançou a igreja e a toda a humanidade, garante o Cardeal Dom Arlindo Furtado a esta edição do A Semana que chega mais cedo às bancas. O Prelado, que vai presidir à Missa do Galo na Catedral da Nossa Sra da Graça, acredita que este é o momento para se praticar o perdão recíproco, como forma de se mitigar os males que ensombram a humanidade. Dom Arlindo cita como exemplo o recente atentado terrorista de Paris, que ceifou mais de uma centena de vidas humanas.

Destaques do Jornal A Semana nº 1210

É actualidade a notícia do recrutamento de 21 oficiais de diligência por parte do Conselho Superior do Ministério Público. O processo de colocação desses oficiais deverá começar em Janeiro do próximo ano, o que irá autonomizar as diversas secretarias do MP, de forma a permitir uma maior celeridade à tramitação dos processos - principalmente os relativos à pequena e média criminalidade – e a resolução mais célere das pendências nas Comarcas que cobrem territórios extensos e que têm a seu cargo processos de grande complexidade.

Na Política, o jornal revela que o atraso na composição das listas de deputados às legislativas de 20 de Março de 2016 está a provocar nervosismo no seio do MpD. Diz que o descontentamento é mais notável em São Vicente, onde responsáveis das estruturas concelhias criticam que “não são tidos nem achados no processo”. Mas Ulisses Correia e Silva desdramatiza e garante que as Comissões Políticas Concelhias (CPC) vão ser ouvidas antes de 16 de Janeiro, data em que a Direcção Nacional (DN) vai aprovar as listas de candidatos a deputados.

Num outro registo revela que a estratégia de campanha eleitoral da UCID, MpD e PAICV vai passar por um uso mais intensivo das novas tecnologias de comunicação e informação (NTCI). Esses três partidos têm estado a actualizar os seus sites e a dinamizar as suas páginas no Facebook e no Twiter com o claro objectivo de disputar a atenção do eleitorado no mundo digital, espaço onde tudo acontece e a uma grande velocidade.

Mostra também que o recenseamento eleitoral na diáspora vai ficar aquém do esperado, porque vários obstáculos vão impedir muitos emigrantes de se inscreverem. E, sem recenseamento, não poderão votar nas legislativas de 2016. A revelação é da presidente da Comissão Nacional de Eleições, Maria do Rosário Gonçalves, que diz que o cenário já era expectável, porque o recenseamento no estrangeiro ficou suspenso desde 2011.

Cifrão

O económico abre com o anúncio de que vendas fracas marcam o Natal na Praia e no Mindelo. Conforme os comerciantes, até agora as pessoas limitam-se a pesquisar, listar presentes e comparar preços. Numa ronda feita no início desta semana, os lojistas mantinham a esperança de que na recta final, ou seja, na véspera do Natal, os cabo-verdianos gastem um pouco mais para o comércio recuperar o investimento feito. Na capital, as luzes que já iluminam as ruas ajudam os praienses a entrar no espírito festivo. No Mindelo os são-vicentinos estranham a fraca ornamentação das principais artérias e das instituições públicas.

A reportagem entra em Pedra de Lume, uma localidade classificada Reserva Natural Integral, Património Cultural e Nacional e uma das Sete Maravilhas de Cabo Verde que parou no tempo. Uma situação que desagrada os moradores deste que é um dos mais antigos povoados do Sal. A Turinvest, do empresário italiano Andrea Stefanina, assinou, em 2004, um acordo com a Câmara e uma Convenção com o Governo, para edificar um projecto turístico em Pedra Lume. Como contrapartida, deveria construir vários equipamentos sociais. Mas nunca cumpriu o acordado. O vereador Ildo Rocha concorda que a localidade parou no tempo, mas diz que nada pode fazer, excepto alertar o Governo para as ilegalidades. A Curadoria também diz estar de mãos atadas.

Anuncia numa outra peça que o grupo Decameron vai alargar o seu hotel em Chaves, na Boa Vista, com mais 100 quartos. Também dá conta da indignação dos ex-trabalhadores da Casa do Leão com a demora da Justiça em resolver o processo de falência da empresa, que deu entrada no Tribunal de São Vicente desde Outubro de 2011. Para eles, quatro anos é tempo demais à espera da indemnização, ainda mais para quem foi atirado para o desemprego com oito meses de salário em atraso e sem direito aos benefícios da Previdência Social.

Kriolidade

O caderno cultural revela que os Edifícios Históricos do Mindelo estão abandonados. Os munícipes estão indignados com o estado a que foram votados a antiga Conservatória dos Registos, Liceu Velho, Palácio do Povo, Paços do Concelho, Biblioteca Municipal, ex-Capitania, ex-Comando da Polícia, entre outros. Na periferia, os efeitos do tempo são visíveis também no antigo Albergue de Ribeirinha II e no Quartel de Alto São João. No entanto, a situação é mais gritante no Centro Histórico do Mindelo que está prestes a fazer 137 anos de história e que desde 2012 foi tombado Património Nacional. As autoridades – Câmara Municipal e Instituto da Investigação e do Património Culturais – dizem estar preocupados. A curadora da cidade do Mindelo, Marina Ramos, esclarece que conservar os prédios históricos acarreta custos elevados. 

Dá também a conhecer “Natural”, primeiro álbum do jovem músico Alberto Koenig que chega ao mercado no mês de Março de 2016. O título do CD é o resultado das várias experiências que este jovem teve na vida, experiências que o levam a afirmar que o álbum será uma “obra de arte”.

Lance

Traz como destaque a notícia de que o atleta paraolímpico Márcio Fernandes está a trabalhar para juntar à sua galeria de troféus uma medalha olímpica, a mais prestigiada de todas na carreira de um desportista. Depois de conquistar este ano o título de campeão mundial em lançamento de dardo, em Doha, agora Márcio quer destacar-se nos Jogos Paraolímpicos Rio 2016, no Brasil.

Também merece honra de capa o primeiro torneio de Artes Marciais em Cabo Verde – TBF, The Best Fighters –, que acontece a 9 de Janeiro. O país vai fazer um investimento que atinge os sete mil contos, valor que, segundo o director-executivo do evento, Arlindo (Lindo) Alves, “é o início de uma revolução na forma de se fazer desporto no país".

Apresenta Evon Mohlin, o andebolista sueco com sangue criolo, que quer usar uma fita na testa com as cores do país. Mohlin tem 15 anos, dois metros de altura e foi convocado para a selecção de andebol sub-16 da Suécia. Filho de mãe cabo-verdiana e pai sueco é uma das promessas do clube IFK. Diz que gostaria de representar Cabo Verde, se não fosse um pormenor: são as cores do país onde nasceu que vai vestir a partir do próximo ano. Além disso, tem também nacionalidade holandesa.

Radar - Página 7

Os leitores podem ainda ler casos interessantes no imprescindível Radar

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau