ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do Jornal A Semana nº1218 19 Fevereiro 2016

O A Semana que chega hoje às bancas traz em destaque uma entrevista com o arquitecto ganês Joe Osae-Addo, que presidiu o júri da IVª edição do Prémio Nacional de Arquitectura, sob o lema Arquitectura, Património e Identidade Cultural. Reconhecido como uma eminência da arquitectura a nível internacional, Osae-Addo enaltece a qualidade da arquitectura cabo-verdiana e diz que Brava, ilha que lembra a sua cidade, mas está mais preservada. Considerado um impulsionador da libertação de mentes, este especialista se define como um “designer economista social” porque, para ele, a palavra arquitecto é limitadora.

Destaques do Jornal A Semana nº1218

Na actualidade política, diz que o MpD quer tornar São Vicente no epicentro da transformação de Cabo Verde numa economia do Oceano e dotar a ilha de um governo regional. Estas são, entre outras, as apostas principais que constam da Plataforma Eleitoral (PE) do partido liderado por Ulisses Correia e Silva para as legislativas de 20 de Março.

Chama para actualidade a notícia que Paulo Pereira, condenado no caso “Lancha Voadora”, foi ouvido como testemunha na Procuradoria da Praia num processo instruído na Holanda sobre tráfico internacional de droga, envolvendo um alegado traficante, que está a ser investigado naquele país. A audição, segundo as fontes deste semanário, aconteceu durante toda a manhã da passada quarta-feira, na presença de um intérprete nomeado pela justiça cabo-verdiana para apoiar Paulo Pereira, que alegou não entender a língua portuguesa.

Carlos Reis alerta que queixa-crime é “estratégia” e narcotráfico tenta “aterrorizar” o Estado é outro destaque desta edição. O conselheiro nacional de Segurança esclarece que, relativamente aos condenados do processo Lancha Voadora – a cumprir pena na Cadeia Central de S.Martinho –, não lhes imputou e nem poderia acusá-los de autoria do homicídio, em Setembro de 2014, de Isabel Moreira, mãe da inspectora da Polícia Judiciária, Cátia Tavares, e, pouco depois, do atentado contra José Luís Neves, filho do PM José Maria Neves, em Dezembro de 2014.

Caderno Cifrão

Destaca que os marítimos nacionais estão a exigir das autoridades nacionais a diminuição da idade de reforma. Segundo o porta-voz desta classe profissional em São Vicente, Fernando Delgado, é inadmissível que os marítimos só possam reformar-se aos 65 anos, enquanto que outras classes profissionais como professores, Polícia e Militares cessam a sua actividade laboral com 32 anos de serviço ou 55 anos de idade.

Na reportagem, diz a nova lei que regula a produção e comercialização da aguardente de cana-de-açúcar em Cabo Verde já está a dar “frutos”, um ano depois da sua entrada em vigor. Os produtores dizem que, mal chegou, essa lei fez disparar o preço de um “garrafão” de 20 litros de grogue, que chegou a atingir o preço mínimo de dois mil escudos. Quem quiser adquirir a mesma quantidade desse produto deve desembolsar entre 10 e 12 contos. E mais: os agricultores voltaram a trabalhar as terras que já estavam abandonadas, garantindo mais mão-de-obra.

Caderno Kriolidade

Miroca Paris estreia-se a solo com CD "D’alma”, que chega anda este ano ao mercado. O álbum é uma mescla de ritmos cabo-verdianos, passando pelo continente africano até chegar ao Brasil. A escolha do nome "D’Alma" deve-se à “delicadeza, subtilidade, maturidade” e pela forma como cada tema foi gravado, anuncia o músico que fez parte da banda suporte de Cesária Évora, para além de acompanhar outros artistas cabo-verdianos.

Apresenta Tribal Chic, uma nova loja virtual que promete fazer o look dos cabo-verdianos com roupas, sapatos e acessórios para todos os gostos. A dona é a emigrante em França Arlette Vieira, que quis com a sua loja online trazer um conceito de roupas marcantes, na sua maioria, peças tribais com cores fortes, mas com uma dose de brilho, classe e glamour. São peças que fazem a união do look africano com o estilo europeu e que resultam num visual único, simples e elegante.

Noticia num outro registo que Corsino Tolentino revela-se em “Cabo Verde: Janelas de África (1975-2015)”. É em Santo Antão, sua ilha natal, que acontece hoje o primeiro lançamento da obra. O livro é uma colectânea de textos que atravessa quatro décadas da história recente de Cabo Verde e o percurso deste diplomata e político. Sob a forma de diálogo, o ex-ministro de Educação revela as suas experiências na área da política e diplomacia, as suas vivências, opiniões e observação minuciosa, sobre temas fundamentais para a compreensão do país.

Caderno Lance

Faz manchete com a polémica no Futebol do Fogo. Diz que o Juventude Futebol Clube do Fogo interpôs um protesto contra a Académica do Fogo (Micá), líder do regional, por suposta irregularidade na utilização de um jogador no desafio a contar para a 11º jornada do campeonato. A reclamação deu entrada na Associação Regional de Futebol no passado dia 10 de Fevereiro. Submetida ao Conselho Jurisdicional, este tem até o dia 25 para proferir a sentença. Entretanto, soube o Lance, o Conselho Disciplinar da ARFF, erroneamente, no seu 10º comunicado da época 2015-16, atribuiu a inscrição do jogador, Bruno Mário Dias (Bobana), ao Cutelinho dos Mosteiros, mas não o menciona como castigado.

Revela num outro registo que o Sporting da Praia rescindiu o contrato com o treinador Janito Carvalho e anunciou que o seu sucessor no comando técnico da equipa leonina é o antigo internacional Bubista. Entretanto, o presidente dos leões adiantou que a direcção vai reunir-se para decidir quem dirigirá a equipa até o final da temporada.

Radar-página 7

Aqui estão as curiosidades e bocas do dia-a-dia do cabo-verdiano, que vão levar ao delírio os fãs desta página. Boa leitura!

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau