ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Destaques do jornal A Semana nº 1237 01 Julho 2016

Eugénio Veiga regressa como candidato do PAICV à Câmara de São Filipe e está confiante de que sairá vitorioso das eleições de 4 de Setembro próximo. Eis o destaque desta edição do A Semana que já está nas bancas. Veiga anuncia uma lista-surpresa e não rejeita nome nenhum, incluindo o do pré-candidato vencido Luís Pires, pois “todos terão a sua utilidade para a construção do projecto que se pretende edificar no município, a partir de Setembro deste ano”. O político considera, nesta entrevista, que a sua escolha não constitui uma traição por parte dos militantes e dirigentes do PAICV ao ainda Edil Luís Pires, porque, segundo ele, houve uma sondagem que funcionou como um dos critérios para seleccionar os candidatos do partido à Câmara local. Sem papas na língua, o guerreiro autarca afirma estar pronto para bater a candidatura do ventoinha Jorge Nogueira.

Destaques do jornal A Semana nº 1237

É também Actualidade a contestação dos médicos à lentidão na condução do processo de mudanças no Ministério da Saúde. Diz o jornal que o ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, encontra-se sob fogo cruzado. Os médicos dizem-se descontentes com a lentidão do processo de mudanças na chefia dos serviços centrais, regionais e municipais daquele departamento governamental. Alertam que Rosário continua a trabalhar com a equipa do anterior Governo derrotado nas últimas legislativas e está ainda por dar um sinal claro do rumo que o país deve seguir em termos de novas políticas públicas para o sector da saúde.

Também é de descontentamento o clima entre os professores por causa da demora na publicação da nova lista de transição, tal como foi prometido há um mês, aquando da anulação do diploma aprovado em Conselho de Ministros e promulgado pelo PR. Acusam o Governo de Ulisses Correia e Silva de ter feito tábua-rasa de todos os compromissos assumidos pelo anterior Executivo, ignorando o Estatuto da Carreira do Pessoal Docente e anulando todos os pendentes que deveriam ser sanados até 2015. Afirmam que, de forma unilateral, o Governo decidiu por um novo plano de pagamentos, prorrogando por mais três anos, ou seja, até 2018. A classe docente ameaça, por isso, avançar para novas formas de luta, não descartando o recurso à greve geral.

Merece destaque igualmente a notícia de que o Supremo Tribunal da Justiça (STJ) indeferiu o recurso interposto pelo empresário inglês Jonathan Grepne contra a decisão do Tribunal da Praia, que julgara improcedente a sua providência cautelar visando a Câmara Municipal. O empresário pedia o embargo às obras do Novo Cemitério Municipal em construção no bairro de Achada São Filipe, alegando ser o proprietário do terreno. No seu acórdão, o STJ validou a primeira instância, argumentando que as provas documentais não foram suficientemente claras a indicar que o terreno pertence a Grepne.

No Social, diz que três homens, com idades compreendidas entre os 30 e 40 anos, estão a ser acusados do crime de violação cometido sobre uma menor, de 12 anos, na localidade de Chã de Mato, Corda, no concelho de Ribeira Grande de Santo Antão. Os supostos violadores não foram ainda presos, mas estão na mira das autoridades enquanto se espera os exames médicos feitos à criança. Já a vítima está a receber tratamento psicológico na delegação do ICCA na ilha.

Caderno Económico “Cifrão”

Revela que a aguardente de cana produzida na ilha de Santo Antão valorizou 150% desde a entrada em vigor, a 12 de Agosto de 2015, do Decreto-Lei nº11/2015, de 12 de Fevereiro, que regula o seu fabrico. Valdemiro Tolentino, sócio-gerente da empresa Alcana, destaca o facto de a discussão e a aprovação desta lei ter sido antecedida e acompanhada na ilha por um forte movimento dos produtores, que exigiam aos poderes públicos restabelecer a fiscalização sobre o fabrico do grogue. Entretanto, a Direcção-Geral da Indústria e Comércio acaba de alargar o período de produção de aguardente da cana-de-açúcar, estabelecido pela lei entre 1 de Janeiro e 31 de Maio, para até 31 de Julho.

Anuncia que a Universal Rectificações (UR), empresa especializada em reparação de motores, em particular os virados para serviços náuticos, prepara-se para conquistar novos mercados nos países vizinhos da África Ocidental. Esta aposta acontece menos de um mês depois da inauguração da nave industrial, em cerimónia presidida pelo primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva. A unidade instalada na zona de Horta Seca, em São Vicente, representa um investimento global de 40 mil contos em espaços construídos e equipamentos montados.

O jornal económico traz ainda em destaca a boa nova de que o Banco Comercial do Atlântico (BCA) registou, no exercício económico de 2015, um crescimento de 24% em relação ao ano transacto, depois de ter crescido 35,5% em 2013. Com isso, fixou os resultados em 369 mil contos. Num outro registo informa que o empresário italiano Tilello Fiorillo nega que a obra que está a construir em Sinagoga esteja embargada pela Câmara Municipal da Ribeira Grande (CMRG). Este esclarece que a obra é de um amigo a quem está a ajudar. Nega ainda as acusações de que não existe projecto nem autorização para construir no espaço.

E ainda que a liderança da Associação para o Desenvolvimento da Praia (Pró-Praia) quer que o governo crie, na capital, à semelhança da que existe em São Vicente, uma Escola do Mar para servir as ilhas de Sotavento – Santiago, Fogo, Brava e Maio. O presidente da organização, José Jorge Costa Pina, defende ser premente e necessário ter este estabelecimento de ensino e formação na região sul de Cabo Verde, para responder às demandas de milhares de jovens e qualificar quadros do sector marítimo e portuário nas ilhas mais a sul.

Caderno Cultural “Kriolidadi”

Anuncia o regresso do DJ Elvis às paradas musicais com o seu mais recente trabalho discográfico. “Evolution” é uma compilação de músicas electrónicas de sua autoria e conta com a participação de artistas cabo-verdianos, assim como de alguns nomes do panorama musical internacional. Além de ser King of the night nas discotecas, o DJ Elvis trabalha também como produtor musical – uma actividade através da qual é muito mais valorizado do que na profissão de DJ.

Apresenta o Free Style Monster, um movimento nacional com improviso da dança. Trata-se de um novo projecto do bailarino e coreógrafo Djam Neguim, cujo propósito é criar uma comunidade de dançarinos com capacidade de improvisar. Importado do «hip-hop», o improviso está a ser transferido para as danças urbanas. Neguin avança que almeja “um movimento nacional, entre os melhores grupos e bailarinos de diferentes estilos de dança, que praticam o free style”.

Antecipa a apresentação do CD da cantora cabo-verdiana Dulce Matias, residente em França, que será lançado no próximo dia 23 de Julho, na Academia Jotamont em São Vicente. “Nôs Força” é o terceiro da sua carreira musical desta artista, depois de ter colocado no mercado “Reservode” (2000) e “Mel d´Cana (2004). Neste novo trabalho, Dulce Matias canta por um mundo sem guerra e sem miséria, com tolerância, generosidade e democracia.

Caderno Desportivo “Lance”

Diz que chega ao fim mais uma edição do Campeonato Nacional de Futebol, a ser disputada entre as equipas do Mindelense e Académica do Porto Novo. De um lado vai estar o clube que tem dominado a prova nos últimos três anos e, do lado oposto, estará a formação com que ninguém contava na final. De todo o modo, a disputa entre o representante de São Vicente e o de Santo Antão Norte promete ser uma batalha com alto nível de rivalidade, tendo em conta a proximidade das duas ilhas. Num outro registo analisa a supremacia da região norte, que reedita a final da época 2012-2013, em que os “Leões da Rua de Praia" foram mais felizes e conquistaram o título nacional. 

Informa que a Associação Regional de Atletismo do Fogo está a enfrentar problemas financeiros e materiais, que travam o seu processo normal de desenvolvimento. Adilson Barradas explica que a associação está a funcionar apenas com os subsídios financeiros atribuídos pela Câmara de São Filipe e pela Federação Cabo-Verdiana de Atletismo. Por causa das dificuldades, a aposta tem sido na força de vontade dos atletas que treinam por amor à modalidade.

Também a Federação Cabo-Verdiana de Ténis quer ver a modalidade atingir patamares elevados no panorama nacional e internacional, mas precisa de mais investimentos para o seu progresso. De acordo com o presidente da FCT, Carlos Pereira, esta aposta deve começar com a criação de infraestruturas que permitam a prática da modalidade e, numa segunda fase, um trabalho nas camadas de formação em que houver maior número de atletas.

Radar-Página 7

Nesta página mais lida do jornal, estão, como de sempre, muitas novidades e curiosidades. Humor também, com o catoon sobre a vida social e politica do país.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau