ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Divulgação da lista de clientes do Novo Banco: BCV repudia violação da intimidade privada e insta as autoridades a investigarem o caso 22 Mar�o 2017

O Banco de Cabo Verde repudia toda e qualquer forma de violação da intimidade privada dos clientes bancários e insta as autoridades competentes a investigarem devidamente o caso. Esta é forma como o Banco Central, através de um comunicado remetido ao Asemanaonline, reage, esta terça-feira, ao caso da divulgação da lista de 50 clientes do extinto Novo Banco, por um dos jornais da praça.

Divulgação da lista de clientes do Novo Banco: BCV repudia violação da intimidade privada e insta as autoridades a investigarem o caso

A reguladora das instituições financeiras nacionais faz questão de realçar que não disponibilizou nenhuma informação coberta pelo dever de sigilo, a qualquer órgão de comunicação social, designadamente a respeitante aos clientes do banco em questão. Por isso, diz que se demarca totalmente dessa forma de expor informações de carácter íntimo dos clientes bancários na praça pública, com julgamentos de vária ordem.

«Não obstante o próprio jornal citar a sua fonte, a intenção do Banco de Cabo Verde, com o presente comunicado, é a de afastar qualquer ligação da entidade de regulação e supervisão do sistema financeiro a esse imbróglio e apelar à serenidade de todos os intervenientes no sistema financeiro», lê-se no documento.

O BCV acrescenta que, ao longo da sua existência, sempre obteve e continuará a obter, pela sua natureza, um conjunto de informações cobertas pelo dever de sigilo bancário, mas não se conhece um único caso em que o mesmo tenha sido acusado de ter indevidamente divulgado tais informações.

Pretendo prosseguir com a mesma forma de actuação, a instituição presidida por João Serra deixou a garantia de que vai cumprir com serenidade a sua função, garantindo um sistema bancário seguro e credível. «O Banco de Cabo Verde continuará a cumprir a sua missão, de forma serena e responsável, garantindo que tudo fará para que o sistema financeiro cabo-verdiano continue credível, assegurando aos clientes bancários e a toda a sociedade cabo-verdiana que não há motivos para alarmes, visto tratar-se de uma situação isolada, que deve merecer das autoridades competentes toda a atenção», conclui comunicado do Banco Central.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau