DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

EUA: Classe média com mais alto rendimento de sempre, Diáspora cabo-verdiana com rendimento abaixo da média 14 Setembro 2017

O rendimento por família atingiu os 59.039 dólares (5.500 contos) que é o valor mais alto de sempre, segundo o Censo. A nossa diáspora — conquanto esteja a beneficiar do aumento de 3,2% ultimamente verificado — continua a ter níveis de rendimentos abaixo da média.

EUA: Classe média com mais alto rendimento de sempre,  Diáspora cabo-verdiana com rendimento abaixo da média

A pobreza na rica América aumentou durante o período da recessão, que durou uma década. Mas segundo o último censo baixou 12,7 por cento e atinge agora valores iguais a 2007, ano em que começou a grave recessão económica. Estes ganhos na economia são produto da presidência anterior, porquanto se reportam a 2016.

Pobreza na diáspora cabo-verdiana recente

A pobreza atinge mais certos grupos, como os hispânicos, os afro-americanos e os emigrantes. Não será portanto de admirar que entre estes pobres se destaquem muitos emigrantes cabo-verdianos. Recém-chegados à América precisam de ajuda alimentar — fornecida por associações ligadas designadamente à igreja católica.

Destaca-se a Beneficência de São Vicente de Paulo que ajuda por mês perto de uma centena de agregados familiares cabo-verdianos, recém-chegados à América, com pacotes semanais de mantimentos atingindo um total de cinquenta mil dólares (c.de cinco mil contos) obtido através de doações à entidade.

Os novos dados, apresentados esta terça-feira 12, indicam ainda que a taxa de cobertura médica atingiu em 2016 os valores máximos – antes de inaugurar a era Trump.

Fontes: Washington Post, Financial Time. Foto (enterprisenews.com): Emigrantes de olho na educação para a ascensão social dos filhos na rica América, um sonho que alguns realizam.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau