ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

El País destaca Cabo Verde como «o Caribe africano» 17 Novembro 2015

A secção de economia do diário espanhol El País dedicou uma página da sua edição online a Cabo Verde, país-arquipélago a que chamou “o Caribe africano.” O jornal destaca que Cabo Verde contrasta com outros países africanos por causa da sua alta credibilidade e estabilidade política, económica e social, porque desde a independência nunca houve incidentes de maior importância, com as eleições a decorrerem sempre de forma democrática e estável.

El País destaca Cabo Verde como «o Caribe africano»

O El País lembra que no índice «Liberdade no Mundo», da ONG norte-americana Freedom House, Cabo Verde é um dos dez países africanos considerados totalmente livres. Sublinha igualmente que o Banco Mundial disse recentemente que "a governabilidade e a boa gestão macroeconómica do arquipélago" resulta da "abertura ao comércio e adopção de políticas sociais eficazes". Destaca ainda que o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) diz que o arquipélago se tornou num destino seguro para o investimento externo, devido às suas instituições fortes.

A nível social, lembra o diário espanhol, todos se «entendem», seja qual for a sua raça. Por outro lado, é um dos países do mundo com maior percentagem de mulheres na política. E o turismo é uma lufada de ar fresco que a economia sabe aproveitar – com previsões de que a capacidade hoteleira irá aumentar bastante nos próximos anos.

Recorda ainda o El País que segundo um estudo, realizado pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo, Cabo Verde é tido como um dos 10 países do mundo onde o turismo vai continuar a crescer a médio e longo prazo.

Por outro lado, enaltece a gestão eficiente do Governo de Cabo Verde que permitiu ao país abandonar a pobreza extrema. “A pobreza crónica caiu de 49% na década de noventa para 26% em 2014”, escreve este diário. Tudo isto tendo em conta que Cabo Verde não tem recursos naturais além da pesca, não possui minerais e a agricultura é ainda pouco desenvolvida devido à falta de água e terras aráveis.

Entretanto, recorda o jornal, o Governo cabo-verdiano tem em marcha um ambicioso projecto de construção de infraestruturas. Facto que, segundo o diário El País, tem contribuído para diminuir a taxa de desemprego de 26% em 1998 para 15,8% em 2014, e atraído várias empresas estrangeiras. Para fechar o artigo do El País, apenas um dado negativo: o crescimento da economia abrandou no segundo trimestre deste ano. “Após crescer 2,4% no ano passado, o PIB cresceu apenas 0,1% no segundo trimestre. O país atribui isso à sua excessiva dependência da Europa, especialmente no comércio exterior”, enfatiza.

Para saber mais sobre esta reportagem, acesse: http://economia.elpais.com/economia/2015/11/12/actualidad/1447350257_695032.html

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau