ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Eleição na Uni-CV: Votação para escolha de reitor(a) decorre na normalidade 19 Janeiro 2018

A eleição para a escolha de novo (a) reitor(a) da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) decorre na normalidade, confirmou à Inforpress, durante uma ronda que fez às assembleias de voto, na Cidade da Praia.

Eleição na Uni-CV: Votação para escolha de reitor(a) decorre na normalidade

Segundo informações recolhidas no local, as mesas de voto abriram às 9:00, como previsto, a adesão tem sido “boa” e a votação tem decorrido “sem nenhum sobressalto, para que às 17:00 sejam encerradas e se conhecer quem dos quatro candidatos tiveram mais votos, entre Judite Nascimento, Artur Furtado, Eurídice Monteiro e Corrine Almeida.

Ao todo, são seis assembleias de votos espalhadas entre a Cidade da Praia (campus do Palmarejo, com duas mesas e a Escola de Negócios e Governação-ENG, uma), São Lourenço dos Órgãos (Escola de Ciências Agrárias e Ambientais-ECAA uma) e São Vicente (na Reitoria, uma e na Faculdade de Engenharia e Ciências do Mar, também uma).

Pessoal docente e não docente, com pelo menos dois anos de serviços na Uni-CV, com contrato válido no ano que se realizem as eleições, estudantes com mais de um ano de frequência e situação académica regularizada, vão escolher, pela segunda vez, a pessoa que vai ficar à frente da instituição nos próximos quatro anos.

Segundo a Comissão Eleitoral, são mais de 4.000 eleitores, sendo mais de 3.000 estudantes, mais de 100 funcionários, 80 professores doutores e 150 não doutores, sendo que a previsão é que os resultados provisórios do embate deverão estar disponíveis até às 20:00 de hoje.

Nesta eleição, Judite Nascimento, da Faculdade de Ciências e Tecnologia e eleita nas primeiras eleições realizadas na Uni-CV, em 2014, é candidata à sua própria sucessão, com a candidatura sob o lema “Por uma universidade integradora, inovadora e empreendedora, avancemos juntos”.

Eurídice Monteiro, da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes, apresenta-se com o lema “Mudar é preciso: para uma universidade aberta à sociedade cabo-verdiana e suas instituições e ao mundo”, enquanto Corrine Almeida, professora da Faculdade de Engenharia e Ciências do Mar, tem como lema “Rebeldia pela causa Uni-CV”, e Artur Tavares Furtado, da Escola de Negócios e Governação, tem como lema “Uma nova visão”. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau