INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Empresário que lançou oferta por mecha de cabelos de Hillary Clinton vai mesmo preso 15 Setembro 2017

Martin Shkreli, 34 anos, tinha primeiro sido libertado sob fiança, de cinco milhões de dólares, num processo em que é réu por fraude financeira. Mas esta quarta-feira, 13, o tribunal decidiu que ele constitui um “perigo público” — após lançar uma oferta de cinco mil dólares por uma mecha de cabelos de Hillary Clinton — e mandou-o para a prisão enquanto espera o julgamento, cuja primeira sessão estava já marcada para 16 de janeiro.

Empresário que lançou oferta por mecha de cabelos de  Hillary Clinton vai mesmo preso

O empresário do sector farmacêutico, em casa a aguardar julgamento num caso de fraude nos seguros, ofereceu, na primeira semana deste mês, uma recompensa de 5 000 dólares (cerca de 500 contos) por uma mecha de cabelos de Hillary Clinton, que está a percorrer os Estados Unidos a promover o seu livro. O tribunal considerou-o uma pessoa descontrolada, pelo que decidiu revogar a caução de cinco milhões de dólares e mandá-lo para a prisão até ao julgamento marcado para 16 de janeiro de 2018.

O “homem mais odiado dos Estados Unidos” é-o devido ao preço explosivo dum antirretroviral em 2015. Mas o caso que o fez sentar-se no banco dos réus tem a ver com fraude em seguros, como anunciou o Wall Street Journal em dezembro de 2015.

Em agosto, o tribunal aceitou uma caução de cinco milhões de dólares e Martin Shkreli escapou à prisão. Mas agora vai ter mesmo de ficar preso porque depois de libertado, enquanto aguardava julgamento, fez mais uma das suas: na primeira semana de setembro, publicou um “post” em que oferecia cinco mil dólares por uma mecha de cabelos da ex-candidata presidencial Hillary Clinton, que durante a campanha o exprobara devido ao caso dos antirretrovirais.

“Foi-lhe retirada a caução e foi mandado para a prisão”, anunciou na quarta-feira, 13, um porta-voz da Procuradoria Federal de Brooklyn, Nova Iorque, sobre o réu. Martin Shkreli é conhecido também pelas publicações insolentes nas redes sociais – a ponto de o Twitter o ter banido, por assediar uma jornalista da Teen Vogue.

Humor deslocado”

O advogado bem que tentou convencer a juiz que o seu cliente era “um génio”, incapaz de relações normais com os outros, e que o gesto era só uma brincadeira de mau gosto comparável aos “comentários ridículos” do presidente Donald Trump.

Fontes: Washington Post, Wall Street Journal

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau