POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Estado da Nação: UCID diz que manifestação em São Vicente a 05 de Julho é prova que a Nação não está bem 29 Julho 2017

A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID-oposição) considerou hoje (28), na Cidade da Praia, que a Nação “não está bem”, e que prova disso é a manifestação que aconteceu na ilha de São Vicente no dia 05 de Julho.

Estado da Nação: UCID diz que manifestação em São Vicente a 05 de Julho é prova que a Nação não está bem

O deputado e líder da UCID, António Monteiro traçou esta imagem quando discursava hoje no início do debate sobre o estado da Nação que decorre na Assembleia Nacional, realçando que o país “vive um tempo que exige menos tempo” para a resolução dos inúmeros problemas que dificultam a “felicidade prometida” e a alegria desta Nação.

De acordo com o deputado, “o povo das ilhas” depositou no Governo sustentado pelo Movimento para a Democracia (MpD) e liderado pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, “todas as fichas para ganhar a lotaria da vida”, ou seja, o trabalho que o permita ter rendimentos e gerar sua própria riqueza.

“A Nação não está bem e prova disso é aquilo que aconteceu em São Vicente do dia 05 de Julho, em que as pessoas saíram à rua para dizer ao Governo que a Nação tem vivido uma esperança que, com o tempo, vai se acinzentando”, considerou, frisando que o trabalho vai permitir aos cabo-verdianos terem dinheiro para sustentar as famílias e ter recursos.

António Monteiro afirmou que, ao invés dos despedimentos anunciados nos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) e consumados no Novo Banco, com encerramentos de quase todas as lanchonetes em São Vicente, a população quer mais emprego, o que “tarda em aparecer”, como se justifica pela taxa de desemprego que ronda os 15%, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Continuamos a ter um país descontinuado e com profundas assimetrias regionais e a padecer de uma fragilidade enorme que tem a ver com a ligação das ilhas, quer em termos marítimos, quer aéreos”, apontou perspectivando que em 2018 seja possível parabenizar o Governo pela capacidade de assegurar o “importante instrumento” de facilitação de ligação entre as ilhas.

Da mesma forma, António Monteiro notou que “a Nação não está bem”, visto que continua com a “mesma malha partidária” na administração pública, só que “mudou de cor”.

Segundo o líder da UCID, milhares de cidadãos, de Santo Antão à Brava, continuam à espera de melhores cuidados de saúde, a justiça continua morosa e os pensionistas continuam a ter uma pensão “muito aquém” do salário mínimo nacional dos 11.000 escudos (a pensão é de 4.900 escudos).

“Apesar da Nação não estar bem, acreditamos que o Governo trabalhará, afincadamente para se cumprir as promessas feitas a Cabo Verde, ou seja, mais trabalho, mais segurança, mais justiça, mais e melhor saúde, educação, mais qualidade da democracia e mais rendimento para os cidadãos”, rematou. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau