CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Estrada Achada Laje – Saltos custa mais de 300 mil contos 19 Julho 2017

Depois de inaugurar a estrada Achada Laje – Saltos, orçada em 305 mil contos, com seis metros de largura e numa extensão de cerca de seis quilómetros, o Governo anuncia vai arrancar em 2018, com a construção da estrada de Ribeira dos Picos, com financiamento do Banco Mundial. Os estudos já estão em fase bastante avançada, conforme garantiu o Primeiro-ministro, José Ulisses Correia e Silva, durante a visita que realizou ao município de Santa Cruz, esta semana.

Estrada Achada Laje – Saltos custa mais de 300 mil contos

Segundo refere na sua pagina oficial, relativamente à recém-inaugurada estrada Achada Laje/Saltos, o Governo lembrou que se trata de uma estrada da população de Santa Cruz e da República de Cabo Verde, iniciada pelo anterior governo, em outros moldes, mas assumida pelo actual Executivo, que revisou o projecto na sua totalidade, passando a ser uma estrada nacional, orçada em 305 mil contos, conquistando novos espaços para actividade agrícola e com melhores condições da então estrada, projectada para ser nas ribeiras, e no valor de 209 mil contos.

Para o Primeiro-ministro, esta infraestrutura enquadra-se no programa do Governo de desencravamento das ilhas, assim como a estrada de Ribeira dos Picos, que prevê beneficiar directamente cerca de 12 mil pessoas, permitindo melhor escoamento dos seus produtos agrícolas, e facilitando às famílias, o acesso aos serviços essenciais, como escola, saúde e outros.

“As estradas de penetração têm um papel relevante no desenvolvimento económico das localidades e das ilhas, com grandes potencialidades. E as ribeiras de Santa Cruz, altamente produtivas, são exemplos que devem ser melhor enquadrados, com programas virados para os mercados mais abrangentes, cujo impacto económico é importante”, anotou Ulisses Correia e Silva, avançado que Achada Igreja também está nas prioridades do governo, visto ser uma zona com enorme potencial turístico e de património religioso. Neste caso, será contemplada com obras de requalificação da orla marítima e restauro da igreja.

Ainda para Santa Cruz, o Executivo avança que está a realizar estudos, por forma a recuperar a antiga cooperativa Justino Lopes. O projecto para o efeito está a decorrer, conforme o Primeiro-ministro, para quem a aposta deverá ser através de investimentos privados, que pretendam apostar na modernização da agricultura, visando transformar Santa Cruz num grande celeiro agrícola virado para a exportação.

Conforme ainda a pagina oficial do governo, o Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva avança que, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, as duas instituições estão a desenhar ações de formação profissional direcionadas às ofertas do município, no sector agrícola, agropecuário e de pequena indústria de transformação.

No âmbito desta visita foi ainda assinado um protocolo de transferência de imóveis do Estado à edilidade, visando a promoção turística no concelho e a instalação de alguns serviços municipais. São eles o Centro Técnico de Pescadores, que a Câmara irá transformar num Centro Técnico de apoio à comunidade, tal como a Fábrica de Gelo.

Segundo o Palácio da Várzea, a visita ao município de Santa Cruz gerida pelo PAICV insere-se no conjunto de visitas que o Primeiro-ministro está a realizar pelos municípios do país, tendo como lema « Economia das Ilhas e Cultura». Nesta, esteve acompanhado do Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e da Ministra das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau