ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Expedição oceânica africana: Navio Greenpeace a caminho de Cabo Verde 23 Fevereiro 2017

O navio-escola Esperanza, da organização ambientalista Greenpeace, inicia, nesta quinta-feira,23, uma expedição oceânica na Zona Económica Exclusiva da África Ocidental, que terminará no dia 6 de Maio. O porto da Praia deve o acolher no dia 25, devendo ali permanecer em visita até 28 deste mês. Esta missão do Esperanza Greenpeace é para estabelecer e consolidar uma relação de parceria, baseada na confiança com os governos dos países costeiros da sub-região da CEDEAO - Mauritânia, Senegal, Gâmbia, Guiné-Bissau, Guiné Canacri, Serra Leoa e Cabo Verde.

Expedição oceânica africana: Navio Greenpeace a caminho de Cabo Verde

Durante os três dias da estadia do Navio Esperanza da Greenpeace no Cais Acostável da Cidade da Praia, os dirigentes da expedição terão encontros com autoridades públicas e políticas do arquipélago Cabo-verdiano e outros actores da sociedade Civil. Tudo com o fito de dialogar sobre as acções a serem levadas a cabo, para proteger os oceanos e as pescas na sub-regional da África ocidental.

Segundo nota a que este diário digital teve acesso, para a Greenpeace ter uma das suas embarcações na região responde a uma necessidade de reforço das suas relações com os governos da África Ocidental, isto de modo a fomentar uma reflexão sobre os défices vividos pelos pescadores locais.

Por isso, acrescenta, convidamos às partes interessadas na gestão dos recursos marinhos a se juntarem a nós, nas diferentes escalas nos portos dos países abarcados nesta visita do ESPERANZA e da sua tripulação.

“De igual modo, gostaríamos de convidar, em colaboração com os Estados-membros da Comissão Sub-Regioanl das Pescas (CSRP), as equipas de vigilância dos diferentes países para operações conjuntas de patrulhamento da sua ‘ZEE’, de modo a se partilhar as experiências em matéria de luta contra a pesca ilegal INN”, lê-se no documento que vimos citando.

Para os responsáveis da expedição em causa, a presença do mesmo navio nos diferentes países referidos, será também uma oportunidade para a Greenpeace poder estar perto das respectivas comunidades pesqueiras, partilhar com a população visita sobre o seu trabalho da tripulação e a importância da preservação dos oceanos na África Ocidental.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau