Cultura

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Família francesa doa obras de arte contemporânea a Cabo Verde 19 Agosto 2017

A família “Nouvion”, de origem francesa que, há dois anos, escolheu Cabo Verde para fixar residência, ofereceu ao Ministério da Cultura e Indústrias Criativas (MCIC), vários quadros, esculturas e máquinas fotográficas do século XIX, enriquecendo assim, as artes contemporâneas em Cabo Verde. O acto da entrega, que reuniu dezenas de personalidades públicas, aconteceu nesta quinta-feira, 17, na cidade da Praia.

Família francesa doa obras de arte contemporânea a Cabo Verde

O Ministro Abraão Vicente agradeceu o “gesto nobre” desta doacção de arte contemporânea pela familia Nouvion. “Com este gesto, esta familia tournou-se o primeiro tutor da colecção da arte contemporânea de Cabo Verde. Não é fácil para uma familia desfazer de tanta memória. Aqui estão, não só, peças de arte, como também memórias de faíilias”, afirmou Abraão Vicente.

De referir que o médico Patrick Nouvion vem de uma familia que sempre colecciona obras de arte, decidiu fazer esta doacção a Cabo Verde, através do MCIC, como forma de agradecimento e de acolhimento, num momento em que precisa regressar para o seu país de origem. “Queria que as obras ficassem em Cabo Verde, como forma de agradecer por tudo que este país me proporcionou”, desabafa Patrick.

As peças doadas, conforme Abraão, passam a fazer parte da colecção permanente nas ilhas de São Vicente e Santiago, que posteriormente, serão estendidas para as restantes ilhas.

“Vamos tentar fazer também, com que estas peças circulem pelos vários museus de Cabo Verde, depois de catalogadas e devidamente enquadradas no espólio nacional, para que não despercem totalmente. Aliás, temos aqui peças que podem ser enquadradas em várias exposições”, sublinha o governante.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau