NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Famílias cabo-verdianas com melhores condições de vida 17 Maio 2016

As famílias cabo-verdianas registaram uma evolução positiva nas suas vidas entre 2014 e 2015, designadamente a nível das condições de habitabilidade e no acesso aos serviços básicos. Estes dados constam do Inquérito sobre Condições de Vida dos Agregados Familiares 2015 divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que mostra no entanto grandes disparidades entre os meios urbanos e rurais.

Famílias cabo-verdianas com melhores condições de vida

A recolha das informações aconteceu no quarto trimestre de 2015 e contemplou um total de 9.918 famílias. Os dados disponibilizados pelo INE revelam que, nos últimos cinco anos, houve uma evolução nas condições de vida dos agregados familiares devido ao aumento do acesso à água, electricidade, saneamento, meios de informação, de comunicação, bens de equipamento e conforto, indica o Inquérito Multi-Objectivos (IMC) de 2015.

Apesar das melhorias, o estudo mostra entretanto uma grande desigualdade entre os meios rurais e urbanos. Diz, por exemplo, que há concelhos que ficam aquém da média nacional, casos por exemplo de São Lourenço dos Órgãos, Ribeira Grande de Santiago e S. Domingos. Constatou-se igualmente que os cabo-verdianos continua a utilizar a lenha em detrimento do gás. O levantamento mostra que, em cinco anos, o consumo da lenha baixou apenas de 25% para 23%, sendo que o peso é maior no meio rural, sobretudo no interior de Santiago e no Fogo.

No entanto, quanto às Tecnologias de Informação e Comunicação, este um indicador novo deste inquérito, mostra que 58% da população tem acesso a internet em casa e 65% da população possui telemóvel. Entre as crianças dos 10 aos 14 anos 19% tem telemóvel. “O IMC mostra que 37% da população de 10 anos ou mais utiliza o computador e a internet, com maior incidência entre os jovens dos 15 aos 24 anos”, anunciou a INE.

De referir que o acto de apresentação do IMC foi testemunhado pela Ministra da Educação, Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau