ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Farmácias sem sistema do INPS há uma semana: Doentes cróncios denunciam que são obrigados a custear os medicamentos na íntegra 12 Mar�o 2017

Os doentes crónicos, que são obrigados a comprar medicamentos receitados pelos médicos, estão em apuro. É que, segundo denunciam, há uma semana que as farmácias de Cabo Verde estão sem o sistema – o aplicativo SIS – Saúde e Segurança Social assegurado através da Rede Tecnológica Privativa do Estado (RTPE) gerida pelo Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (Nosi), não funciona. Como consequência, os assegurados são abrigados a custear os medicamentos na sua totalidade, porque o INPS só aceita carimbar as receitas para depois reembolsar os respectivos custos quando o sistema voltar a funcionar.

Farmácias sem sistema do INPS há uma semana: Doentes cróncios  denunciam que são obrigados a custear os medicamentos na íntegra

Segundo empregados de farmácias ouvidos pelo Asemanaonline, o sistema do INPS que liga às farmácias – tem a lista dos assegurados – não funciona desde o final da semana passada. « O INPS nos informou que o sistema não funciona e que tudo está a depender do NOSI. Por isso, os assegurados estão temporariamente sem cobertura medicamentosa. Como consequência, são abrigados a custear os medicamentos na sua totalidade, porque o INPS só ceita carimbar as receitas para depois reembolsar os respectivos custos quando o sistema voltar a funcionar», informa o nosso interlocutor.

Conforme apuramos, os assegurados com poucos recursos e doentes crónicos são os que estão mais prejudicados com essa situação. Por isso, muitos desistem de comprar os medicamentos, quando são informados dos preços nas farmácias. Isto apesar da possibilidade de o INPS reembolsar os respectivos custos dos mesmos.

« Por falta de dinheiro, nós, que temos fraco rendimento, enfrentamos dificuldades em pagar a totalidade dos custos dos medicamentos», questionou um dos utentes numa das farmácias de Mindelo.

Um alto responsável do Estado procurou também o Asemanaonline para denunciar essa situação. «Estou mais de uma semana sem comprar alguns medicamentos por falta do sistema nas farmácias. O INPS tem que resolver esse problema», defende a mesma fonte, lembrando que a nível do fisco regista-se também cortes frequentes na Rede Tecnológica Privativa do Estado - afecta a cobrança de impostos.

Entretanto, prometemos retomar essa matéria, ouvindo o INPS e o NOSI, com os quais foi impossível de chegar à fala neste fim-de-semana.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau