NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Festa do Campo em Mato Inglês: Cultura campina e religião 14 Maio 2016

Festa do Campo. Este é o nome atribuído ao evento cultural que este fim-de-semana vai levar, pelo segundo ano consecutivo, à localidade de Mato Inglês em São Vicente, actividades culturais e outras ligadas ao ambiente rural. A Associação Comunitária de Mato Inglês (ACOMI) junta-se, mais uma vez, à Igreja Católica para assinalar o dia de Nossa Senhora de Fátima, que se celebra este domingo, 15, na capela local.

Festa do Campo em Mato Inglês: Cultura campina e religião

Fora do ambiente da cidade do Mindelo, este fim-de-semana os mindelenses vão rumar a Mato Inglês onde poderão divertir-se e viver a sua fé em Nossa Senhora de Fátima. A Festa do Campo, uma iniciativa de pessoas que têm residência nesta localidade, inicia-se este sábado, 14, com uma noite de jazz com Vasco Martins e os seus sintetizadores.

A peregrinação entre a Igreja Nossa Senhora da Luz e a capela de Nossa Senhora de Fátima, na localidade do Mato Inglês, uma das muitas capelas jubilares na Diocese do Mindelo, acontece este domingo. Ainda no período da manhã, o Bispo Dom Ildo Fortes celebra a missa de louvor a Nossa Senhora de Fátima.

A par das actividades religiosas, a ACOMI elaborou um vasto programa para oferecer aos peregrinos que se deslocam ao Mato Inglês, com acções lúdicas e entretenimento. Os presentes poderão conhecer melhor uma das zonas históricas de São Vicente, cujo nome deriva da presença dos ingleses ligados às companhias de carvão que, em meados do século XIX, se instalaram na ilha.

“Criámos este evento, sobretudo, por causa da peregrinação ao Mato Inglês em homenagem a nossa Senhora de Fátima. Antes, as pessoas assistiam à missa e regressavam às suas casas porque não havia mais nenhuma oferta. Com a Festa do Campo queremos oferecer algo diferente, com música, dança, comidas, bebidas, tudo coisas tradicionais e do campo. Queremos que as pessoas se sintam num ambiente campino”, conta João “Djon Tevec” Gomes.

O programa cultural tem Tito Paris e banda como cabeça de cartaz. Seguem-se Rabecada, Tambor e kolá, danças com Estrelas de Cabo Verde, Batucada com Mike Lima, além de actuações pelos Serenata, Kings e R3 Project. Paralelamente, haverá comes-e-bebes tradicionais. Haverá ainda Jogo de banca, passeio de cavalo, expo-venda de artesanato e de produtos hortícolas, estas últimas em parceria com a Associação de Artesanato e Agrícola de Ribeira de Vinha e a associação Tchon de Holanda.

Para que Mato Inglês esteja em condições de receber as pessoas que todos os anos se deslocam à localidade, foram criadas algumas condições logísticas. “A Câmara Municipal já mandou limpar o caminho e a estrada. Vamos fazer uma pequena terraplanagem, que será um parque de estacionamento, fazer segurança para o bem-estar dos peregrinos e algum embelezamento do espaço. Tudo isso em parceria com a igreja. A parte religiosa é respeitada na sua totalidade, inclusive só depois de missa é que iniciamos as actividades”, explica Djon Tevec.

Mas mais do que a Festa do Campo, a ACOMI quer é valorizar esta zona rural, que já entrou no roteiro turístico-religioso do Mindelo. Segundo Djon Tevec, há pessoas que já manifestaram intenção de fazer empreendimentos no Mato Inglês. A ideia é mobilizar projectos à volta da localidade. É nosso objectivo, como associação, levantar Mato Inglês à base de projectos de agricultura, pecuária e culturais neste lugar de ambiente saudável e com um passado glorioso”, conclui o organizador da festa.

Vanina Dias

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau