NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Festa do Livro inicia a 30 de Outubro 26 Outubro 2017

A Morabeza, que está a ser projectada para ser a maior festa do livro dos PALOP, arranca na próxima segunda-feira, 30, na cidade da Praia, reunindo cerca de 40 grandes nomes da literatura estrangeira cabo-verdiana, em que se destacam os nacionais Arménio Vieira, Owasldo Osório e Germano Almeida. O evento terá a duração de sete dias.

Festa do Livro inicia a 30 de Outubro

A abertura oficial vai acontecer em frente do Memorial Amílcar Cabral, na cidade da Praia. O certame tem como lema “Sodade - esta língua que nos separa”.

Conforme anuncia a organização, a primeira edição da Morabeza — Festa do Livro arranca no dia 30 de Outubro. Por isso, até 5 de Novembro, a cidade da Praia recebe cerca de 40 escritores convidados, entre outras figuras e artistas, que participarão em mesas de debate, concertos, sessões de poesia, ações de formação, visitas a escolas e muito mais.

Projectado para ser o maior evento literário dos PALOP, o certame vai decorrer na Biblioteca Nacional de Cabo Verde, numa organização conjunta com o Ministério da Cultura e Indústrias Criativas.

Para os promotores, a Morabeza — Festa do Livro receberá perto de quatro dezenas de escritores oriundos da Ásia, Europa e África e pretende assumir-se como um ponto de ligação entre os vários continentes onde a expressão portuguesa está presente e viva. A comprovar esse esforço, estão, diz a organização, as parcerias já estabelecidas com o Festival Rota das Letras (Macau), o Festival da Palavra (Porto Rico e Nova Iorque) e o LeV — Literatura em Viagem (Matosinhos).

«Mais do que um encontro de escritores, esta festa literária procura ser um palco internacional para a produção literária cabo-verdiana e para o desenvolvimento do meio editorial local. Tendo em vista esses objetivos, a Morabeza — Festa do Livro inclui na sua programação sessões nas escolas e universidades, bem como ações de formação vocacionadas para profissionais e futuros profissionais do sector editorial e livreiro», refere a fonte deste jornal.

Conforme o programa de trabalho, entre os muitos temas de trabalho e debate com profissionais e estudantes, está a definição de uma estratégia de promoção da literatura cabo-verdiana além-fronteiras. «Este esforço de promoção da literatura local está também presente no Seminário Internacional «Luís Romano e o Brasil», que resgatará a trajetória do escritor cabo-verdiano e o seu olhar sobre o país a partir da sua experiência no Brasil», anuncia os organizadores.

Estes garantem ainda que a Morabeza — Festa do Livro tem uma significativa concentração de talento, já que acolhe vencedores de prémios literários nacionais e internacionais, para três dias de debate e descoberta da cultura cabo verdiana, seja na escrita, na música ou nas artes plásticas.

«Esta festa do livro tem também uma forte componente de envolvimento com a população local, desenvolvendo actividades de promoção da leitura na comunidade escolar, bem como a aproximação ao livro, através da realização de uma feira», referem as fontes que vimos citando.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau